Câncer Infantil: Rede Feminina atendeu mais de 600 crianças em 2020

Existe uma estimativa 8 mil novos casos de câncer infanto-juvenil para 2020, mas atualmente os número estão subnotificados por causa da pandemias

23/11/2020 12:04h - Atualizado em 23/11/2020 12:31h

Compartilhar no

No dia 23 de novembro celebra-se o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, a data surgiu como uma forma de alertar a população para o diagnóstico precoce da doença. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), existe uma estimativa 8 mil novos casos de câncer infanto-juvenil para 2020. 

Em Teresina, a Rede Feminina já atendeu mais de 600 crianças que foram diagnosticadas com câncer neste ano. Mas este número poderia ter sido maior se não fosse o isolamento social, causado pelo novo coronavírus.


Leia também:

Cerca de 2 mil crianças chegam anualmente para tratamento contra o câncer 

Troque o medo por esperança: evento debate prevenção ao câncer 


 “Nós não sabemos como estão os dados atuais de casos, por conta da pandemia, pois muitas crianças que poderiam ter sido diagnosticadas não foram, outras que precisavam ir para Teresina fazer exames para diagnosticar o câncer ou não, não puderam chegar até a gente”, explica Leonora Campelo coordenadora de voluntariado do Lar de Maria.

Sobre a causa do câncer infanto-juvenil, não se pode afirmar que seja um único motivo vários fatores podem influenciar, inclusive a alimentação e um dos grandes vilões, é o doce em excesso. Mas de acordo a Oncologista Gildene Alves, não existe estudos que comprovem que o açúcar possa causar câncer, mas o recomendado é que a criança tenha uma alimentação saudável a base de frutas.

"O açúcar da fruta não faz mal, a não ser que a criança tenha alguma limitação. E durante o dia a criança não precisa de açúcar a não ser no café pela manhã, durante o dia a sobremesa e lanches podem ser frutas”, afirma.

Sintomas do câncer infantil

O câncer pediátrico (de 0 a 19 anos de idade) representa 3% do total da doença em adultos. Já os cânceres do sangue, como a leucemia e o linfoma, estão entre as que mais acometem crianças e adolescentes, sendo que: Leucemias (28%);  Tumores do sistema nervoso central (26%), Linfomas (8%), Neuroblastoma (8%), Tumor de Wilms, dos rins e Tumores de partes moles (6%) cada, Tumores ósseos (5%) e  Retinoblastoma, nos olhos (3%).


Câncer Infantil: Rede Feminina já atendeu mais de 600 crianças em 2020. Foto:Abrale

Vale ressaltar, que o câncer infantil pode se manifestar como uma mancha no corpo, uma glândula inflamada ou uma febre que persiste sem razão aparente. Por isso, que os pais estejam atentos e que a doença seja diagnosticada precocemente, entre os sintomas de câncer infantil mais comuns estão:

•Dor progressiva

•Febre sem causa aparente ou doença que não melhora

•Dor de cabeça frequente, e acompanhada de vômito

•Alteração repentina de visão

•Nódulo ou inchaço incomum

•Palidez repentina e perda de energia

•Quedas e contusões frequentes

•Mancar ao caminhar

•Perda de peso repentina e sem explicação

Alimentação

Lar de Maria

Ao criar o Lar de Maria há mais de 20 anos, a Rede Feminina contribuiu para que o abandono ao tratamento do câncer infanto juvenil no Piauí caísse de 85% a 5%. “A criança precisa ir para Teresina fazer tratamento, as vezes duas vezes na semana, e a família que vinha do interior não dispunha de recursos para se manter no tratamento. Hoje se a criança não tem dinheiro da passagem para ir a capital, a Rede Feminina paga o valor para o paciente e o acompanhante”

Além disso, em Teresina existe uma casa que abriga o paciente e o acompanhante, que oferece toda refeição e o transporte até o hospital. Para que a família não abandone o tratamento. “A gente sabe que uma doença dessa, não é só a criança que adoece o cuidador também precisa de atenção e o Lar de Maria oferece tudo isso”

O local está fechado para visitações por causa da pandemia, mas continua aceitando doações de alimentos e produtos de limpeza. O Lar fica localizado na Avenida São Raimundo, n°1000, no bairro Cristo Rei.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário