Cannabis: Deputados do Piauí arquivam projeto de liberação de medicamentos

Pelas redes sociais, Ziza Carvalho atacou duramente a decisão dos parlamentares

01/12/2021 09:35h

Compartilhar no

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa votou pelo arquivamento, em reunião nesta terça-feira (30), parecer favorável do deputado Júlio Arcoverde (Progressistas) ao Projeto de Lei 216/21 do deputado Ziza Carvalho (PT) que dispõe sobre a liberação do uso de medicamentos à base de cannabis sativa no Piauí. Também, foram aprovados três vetos do governador Wellington Dias a Projetos de Lei de iniciativa parlamentar.


Fotos: Tárcio Cruz/ODIA

Ao apresentar seu parecer, o deputado Júlio Arcoverde argumentou que, antes de apreciar projeto de lei que trate sobre o uso medicinal da cannabis sativa, a Assembleia Legislativa deve aguardar o final da tramitação no Congresso Nacional de uma proposição que cria o Sistema Nacional de Políticas sobre drogas

Pelas redes sociais, Ziza Carvalho atacou duramente a decisão de arquivar o projeto. "Hoje, 30/11 foi um dia a ser apagado da história da Assembleia Legislativa do Piauí. A Comissão de Constituição e Justiça, sem a presença do autor do projeto, por motivo de viagem, sem que estivesse na pauta da reunião previamente divulgada e sem amadurecimento do debate no parlamento, rejeitou e determinou o arquivamento do projeto de Lei 206/2021 que disciplina a política estadual para a distribuição da Cannabis medicinal no Estado do Piauí", criticou

O parlamentar petista ainda criticou o preconceito e confirmou que continuará lutando pelo projeto. "Projeto este aprovado em diversos outros Estados da federação e que vem a atender milhares de pacientes, principalmente crianças piauienses que sofrem com epilepsia, convulsões e diversas outras patologias. O preconceito, a falta de conhecimento científico e, principalmente, as ideologias religiosas fundamentalistas infelizmente ainda pautam o nosso parlamento que persiste em se manter nas trevas da ignorância.Continuaremos a luta em nome das milhares de famílias e pacientes piauienses que dependem desse medicamento", concluiu o deputado. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário