Celso Barros critica ataques e defende reformulação da eleição da OAB

Celso Barros elencou que foram produzidas fake news na tentativa de descredibilizar sua gestão e mudar a intenção de votos dos eleitores

22/11/2021 14:49h - Atualizado em 22/11/2021 15:12h

Compartilhar no

Reeleito presidente da OAB Piauí em eleição realizada no último domingo (21), o advogado Celso Barros  criticou o que classificou de campanha difamatória a qual se disse vítima durante o processo eleitoral. Para ele, os excessos cometidos pelos concorrentes prejudicaram a imagem da Ordem perante a sociedade. 

Celso Barros elencou que foram produzidas fake news na tentativa de descredibilizar sua gestão e mudar a intenção de votos dos eleitores. Agora reeleito, o advogado mencionou durante entrevista nesta segunda-feira (22) ao programa O Dia News, da O Dia Tv, que é preciso uma reformulação das eleições da OAB para evitar prejuízo para a imagem da instituição.

Foto: Jailson Soares / O Dia 

“A campanha teve muitos excessos de cunho difamatório. Temos, inclusive, que rever esse processo eleitoral da OAB para que não haja excessos, para que a classe seja mais preservada, que a instituição OAB saia sem nenhum arranhão de uma campanha”, disse. “Nesse processo houve muitas situações que comprometeram a história, o legado e o respeito que a OAB tem com a sociedade. Da nossa parte não houve isso, mas presenciamos situações que desabonam o processo dentro da OAB”, acrescentou Celso. 

O advogado, por outro lado, avaliou que a vitória da chapa que encabeçou foi motivada pelo trabalho desenvolvido durante o primeiro triênio e a campanha propositiva realizada durante a eleição. “Nossa campanha foi muito propositiva, alegre, levamos a todo o Piauí nossa mensagem. Levando o que a gente fez, isso foi fundamental para que os advogados e advogadas decidissem por votar na nossa chapa”, declarou.

Foto: Jailson Soares / O Dia 

Em referência ao seu principal concorrente, o advogado Raimundo Júnior, que foi eleito Conselheiro Federal na campanha passada e terminou rompendo e se lançando candidato nesse pleito, Celso disse que a saída de membros da gestão fez com que as ações fossem intensificadas em todo o estado. “Tenho certeza que faremos uma gestão melhor que a que fizemos. Alguns não compreenderam o que é ser gestor da OAB, alguns saíram da gestão, saíram de suas funções. Isso fez com que redobrássemos nossa atenção para levar ações para advocacia piauiense”, finalizou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário