"Continuem orando por nós", diz jogadora piauiense na Ucrânia

Em entrevista ao Portalodia.com, a jovem, que está há seis meses na Ucrânia, tranquiliza os amigos e familiares.

27/02/2022 12:51h

Compartilhar no

A jogadora piauiense Kedma Laryssa Santos Araújo, de 20 anos, está entre os atletas brasileiros que estão na Ucrânia e não conseguem sair do país devido ao início da guerra com a Rússia. Em entrevista ao Portalodia.com, a jovem, que está há seis meses na Ucrânia, tranquilizou os amigos e familiares que estão no Piauí. "Fiquem tranquilos, continuem orando por nós que estamos aqui", disse.


Leia também: Guerra entre Rússia e Ucrânia pode impactar inflação e PIB no Brasil 

Kedma Laryssa atua como lateral-direita no clube de futebol Kryvbas Women e atualmente mora na cidade de Kryvyi Rih, uma das menos atingidas pelo conflito armado. A jogadora chegou a ouvir explosões na base militar localizada próxima ao hotel onde ficava hospedada, mas considera a cidade um dos locais mais seguros para estar na Ucrânia no momento.

Foto: Arquivo Pessoal

"A minha cidade, por não ter tido ataques, é a mais segura no momento. Não pensamos em sair daqui agora, porque todas as outras cidades sofreram ataques, seria perigoso tentar sair agora", contou ela ao O DIA.

Neste sábado (26), o presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e disse que o Brasil irá resgatar os brasileiros que estão na Ucrânia. Sobre isso, a jogadora disse que está mantendo contato constante com a embaixada brasileira, na espera de conseguir voltar ao Brasil.

Foto: Arquivo Pessoal

"Recebemos mensagem deles [da embaixada] e nos disseram para ficarmos atentos ao Instagram. Logo, logo estarei de volta", afirmou.

Até o momento, cerca de 50 brasileiros já foram resgatados para países vizinhos à Ucrânia, incluindo jornalistas, estudantes, empresários e atletas.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário