Covid-19: Bares e restaurantes demitiram 3 mil e fecharam 35% das empresas no Piauí

Com as novas restrições, outros empreendimentos também estão anunciando o fechamento de empresas.

09/03/2021 12:41h - Atualizado em 09/03/2021 13:03h

Compartilhar no

Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus, cerca de 35% das empresas piauienses baixaram suas portas definitivamente, os dados são da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Piauí (Abrasel-PI).A Abrasel divulgou ainda que com o fechamento dessas organizações, cerca de 3.000 pessoas foram demitidas.

Além disso, o novo decreto publicado pelo Governo do Estado , também vem causando preocupação nos empresários. Nas novas medidas restritivas os empreendimentos só podem funcionar até às 22h durante a semana e somente da modalidade delirery aos sábados e domingos. 

Com a decisão, bares e restaurantes de Teresina anunciaram a suspensão das atividades  nos últimos dias.  "Esse decreto é mais restritivo ele pede para que encerramos as atividades as 21h, para dar tempo das pessoas chegarem em casa as 22h, por conta do toque de recolher. Com este horário a gente não consegue pagar as contas, então a gente decidiu fechar e tentar abrir com delivery para almoço", explica Bárbara Monteiro, proprietária de um restaurante em Teresina.

Entre as empresas que fecharam as portas nos últimos dias estão: o restaurante Sal da Terra que postou nas redes sociais o comunicado de fechamento no último sábado, 6.

O restaurante FarWest, com quatro anos de existência na capital, também encerrou suas atividades. “Hoje, 05 de março, encerramos definitivamente as atividades do restaurante FarWest com o coração cheio de gratidão”.

Já o Velho Jack Bar se despediu temporariamente dos clientes ao afirmar que atua em um dos setores mais atingido pela crise. 

Assim como, o Al Capone Pub que afirmou que abrir o bar até às 22h inviabiliza o empreendimento. 


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário