Covid-19: No Piauí, visitas em presídios são suspensas por oito dias

A medida entra em vigor a partir desta quarta-feira e tem como objetivo diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus dentro do sistema prisional.

10/03/2021 10:48h - Atualizado em 10/03/2021 11:04h

Compartilhar no

Com o aumento no número de casos confirmados de covid-19 no Piauí, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) decidiu suspender novamente, por oito dias, as visitas em todas as unidades penais do Estado. A medida entra em vigor a partir desta quarta-feira (10), mediante portaria assinada pelo secretário Carlos Edilson e tem como objetivo diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus dentro do sistema prisional

Foto: Divulgação/Sejus

Desta vez, a portaria determina a suspensão de visitas sociais, entrada de membros de igreja para a assistência religiosa e capelania, atendimento de advogados e defensores públicos, e, ainda, a suspensão de escoltas de presos custodiados no Piauí, com exceção de requisições judiciais, inclusões e situações emergenciais. Os atendimentos de advogados e defensores acontecerão por meio de videoconferências.

A portaria segue permitindo a entrega de itens básicos por parte dos familiares nas unidades penais, conforme as diretrizes de cada unidade penal. As visitas virtuais continuarão sendo realizadas. Em 17 estados da federação, as visitas já foram suspensas. Essa é a segunda vez que as visitas são suspensas nos presídios do Piauí. A primeira ocorreu durante a primeira onda de casos de covid-19, em março de 2020. 

De acordo com a Sejus, até o momento, 907 detentos já testaram positivo para a covid-19 e 14 continuam em tratamento da doença. Somente um óbito de preso foi confirmado no Piauí, desde o início da pandemia. Em relação aos servidores, 207 policiais penais foram diagnosticados com o vírus, destes, dois morreram. 

Já entre os policiais militares que atuam no sistema prisional, 27 testaram positivo e todos se recuperaram, e 83 casos foram registrados entre os servidores administrativos, com cinco ainda em tratamento e nenhum óbito.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário