Covid-19: Piauí tem cinco municípios com ocupação de leitos clínicos acima de 80%

Em Teresina, sete hospitais, sendo cinco privados e dois públicos, já possuem mais da metade dos leitos clínicos ocupados.

16/01/2022 08:53h - Atualizado em 16/01/2022 09:07h

Compartilhar no

Dados solicitados pelo O Dia junto à Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) revelam o crescimento da taxa de ocupação dos leitos hospitalares para tratamento da covid-19 no interior do Piauí. Atualmente, o estado possui cinco municípios com taxa de ocupação de leitos clínicos acima de 80%. Em Teresina, sete hospitais, sendo cinco privados e dois públicos, já possuem mais da metade dos leitos clínicos ocupados. Os dados são da última sexta-feira (14).


Leia também: Covid-19: projeção mostra novo aumento de casos a partir de março 


De acordo com o levantamento, as cidades de Campo Maior e São João do Piauí estão com todos os leitos clínicos ocupados. Já em no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, dos 30 leitos instalados para tratamento da covid-19, apenas três ainda estão disponíveis, representando uma taxa de ocupação de 90%.

Foto: Sesapi

No Hospital Regional de Bom Jesus, apenas um dos cinco leitos ainda está desocupado. Na cidade de Luzilândia a situação é a mesma, há apenas uma vaga disponível para tratamento da covid no hospital do município. Ao todo, a unidade possui seis leitos clínicos covid.

Na Capital, no Hospital do Monte Castelo já não há mais leitos clínicos disponíveis para pacientes covid. De acordo com a Sesapi, todos os 20 leitos para tratamento da doença estão ocupados na unidade de saúde. Na última sexta-feira (14), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que a partir desta semana vai disponibilizar mais 10 leitos de UTI Covid no hospital, localizado na zona Sul de Teresina. Com esse acréscimo, o total de leitos no Hospital do Monte Castelo passa a ser de 20 leitos de UTI e  31 leitos de enfermarias com atendimento 24 horas para pacientes com síndromes gripais e síndrome respiratória aguda grave e Covid.

Assim como no Hospital do Monte Castelo, o Hospital São Paulo, da rede privada, todos os quatro leitos estão ocupados. No Hospital de Terapia Intensiva (HTI) e no Prontomed, a taxa de ocupação é de 66,7%. Já no Hospital São Marcos, dos nove leitos apenas dois estão vagos. Segundo os dados da Sesapi, o hospital Unimed possui uma taxa de 87,5% de ocupação, enquanto o Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella, da rede pública, está com ocupação em 80%.

Em relação a quantidade de leitos de Uti disponíveis no estado, o boletim da Sesapi aponta o seguinte cenário:

Hospital Regional Tibério Nunes (Floriano) - 70%

Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Parnaíba) - 75%

Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella (Teresina) – 93,8%

Hospital do Monte Castelo (Teresina) – 86,7%

Hospital Infantil Lucídio Portella (Teresina) – 100%

Prontomed (Teresina) – 100%


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário