Dengue: número casos aumentou 50% no Piauí este ano

Teresina está entre os municípios com maior número de casos prováveis

27/01/2022 14:27h

Compartilhar no

Os casos de dengue no Piauí aumentaram em 50% este ano, segundo o Boletim da 3ª Semana Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). O número de casos prováveis em este ano é de 99, contra 66 casos registrados no mesmo período de 2021.  Até o momento, 13 municípios do estado têm registro da doença, mas sem mortes.


Leia também: É possível ter dengue, Influenza e Covid ao mesmo tempo, diz FMS 


Os municípios com maior número de casos prováveis com respectiva incidência são Teresina, São Pedro do Piauí, Curimatá, Curralinhos e Marcos Parente. E os cinco municípios com maior incidência são Curralinhos, Marcos Parente, Hugo Napoleão e Curimatá. Até agora, 211 cidades estão sem notificações de dengue.

(Foto: Arquivo O Dia)

A recomendação para prevenir a dengue é eliminar os criadouros do mosquito, evitando o acúmulo de água parada; limpar sempre as caixas d’água e mantê-las fechadas; trocar a água de vasos de plantas aquáticas; secar os pratinhos dos vasos de plantas; limpar os ralos; tratar a piscina com cloro e nunca descartar lixo de maneira inadequada.

O Supervisor de Entomologia da Sesapi, Ocimar Alencar, faz o alerta à população para que elimine os criadouros do mosquito transmissor da dengue. “O período das chuvas torna o momento muito preocupante para o aumento de casos da doença no Piauí. É preciso redobrar os cuidados”, afirma Ocimar.

A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti que provoca febre alta, dor de cabeça, dor muscular, dor nas articulações, dor atrás dos olhos, prostração, manchas vermelhas na pele, náusea e vômito. A doença pode desencadear complicações e até a morte. A recomendação para o doente é repouso e hidratação para que seu quadro se estabilize.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Sesapi

Deixe seu comentário