Desembargador José Ribamar Oliveira assume TJ-PI nesta quinta (7)

O presidente eleito terá como desafio melhorar os índices de produtividade do Judiciário

06/01/2021 15:11h - Atualizado em 06/01/2021 15:19h

Compartilhar no

O Tribunal de Justiça do Piauí empossa nesta quinta-feira (7) o desembargador eleito José Ribamar Oliveira como novo presidente. A solenidade acontece às 18h na nova sede do TJ-PI. Devido a pandemia do novo coronavírus, a cerimônia terá acesso restrito aos convidados e transmissão ao vivo pelas plataformas virtuais.


Leia tambémOAB-PI pede atuação da Corregedoria contra juízes com baixa produtividade 

Com presença de Nunes Marques, nova sede do TJ-PI é inaugurada 


Serão empossados ainda durante a solenidade desta quinta-feira, os desembargadores Raimundo Eufrásio, vice-presidente; Fernando Lopes, corregedor-geral da Justiça; e Joaquim Santana, vice-corregedor. A nova composição foi escolhida em eleição realizada em outubro do ano passado , onde obteve 14 votos contra cinco chapa encabeçada pelo desembargador Ricardo Gentil.

O presidente eleito terá como desafio melhorar os índices de produtividade do Judiciário, que segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ocupa a última posição entre todos os Tribunal de Justiça do Brasil. José Ribamar Oliveira analisa ainda que terá dificuldades em sua gestão com relação ao orçamento e para realização de concurso público.

Foto: Arquivo O Dia

“O ano de 2021 também apresenta algumas dificuldades no aspecto orçamentário; há algumas restrições em relação à nomeação de cargos, à realização de concurso público. Vamos ter que administrar (o TJ-PI) dentro dessas dificuldades, buscando soluções  — que já se apresentam, fazendo mudanças, a fim de que, efetivamente, possamos apresentar um bom trabalho”, afirmou.

Desembargador José Ribamar Oliveira é natural de Monsenhor Gil. Graduado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Piauí, iniciou sua vida pública como Perito Criminal da Secretaria de Segurança do Estado do Piauí. Ingressou na Magistratura como Juiz em 1978. Ele é especialista em Direito Processual Administrativo e cursa atualmente especialização em Direito Fiscal Tributário.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário