Eleição do TCE: Roosevelt defende fiscalização por função de governo

Ele criticou chegou criticar a comissão que coordena o pleito ao afirmar que há candidatos que não cumprem o requisito de idoneidade

06/09/2021 17:56h

Compartilhar no

O contador Roosevelt Figueiredo, candidato ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, defendeu durante entrevista nesta segunda-feira (6) ao programa O Dia News, da O Dia Tv, que a corte de contas promova uma intensa fiscalização por pastas da administração pública. 


Leia tambémEleição do TCE: Thiago Normando defende maior transparência

Eleição do TCE: Ricardo Teixeira defende imparcialidade em julgamentos 


“O TCE deve evoluir para a fiscalização por função de governo. Fiscaliza a função Saúde, Educação, transporte público. Se fala muito em Covid, mas ela só veio mostrar aquilo que já houve em nosso país em todas as funções de governo’, disse.

Roosevelt Figueiredo é contador e possui atuação no Tribunal de Justiça. Ele é mestrando em gestão, autor de livros de contabilidade pública e professor em instituições de ensino superior. Roosevelt é filho do ex-deputado Chico Figueiredo. 

O candidato defendeu que as regras sejam as mesmas definidas na constituição, entretanto, que sejam observados cada um dos critérios pormenorizadamente. Roosevelt se diz representante efetivo da sociedade civil.

Ele criticou chegou criticar a comissão que coordena o pleito ao afirmar que há candidatos que não cumprem o requisito de idoneidade. “Possuem candidatos que possuem em tramitação processos judiciais que desabonem sua conduta ilibada ou talvez sua idoneidade moral. Esse processo por não ser transparente não posso apontar esses nomes’, finalizou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário