Equatorial expande call center e chega a 1 mil vagas de trabalho em Teresina

Segundo a concessionária, desde o início da implantação do setor no estado, em junho de 2021, 1.155 vagas de trabalho já foram criadas.

21/09/2022 12:30h

Compartilhar no

A Equatorial Piauí realizou, nesta quarta-feira (21), a solenidade de inauguração da expansão do setor de call center da empresa, que atualmente é responsável pelo fornecimento de energia nos 224 municípios do Piauí. Segundo a concessionária, desde o início da implantação do setor no estado, em junho de 2021, 1.155 vagas de trabalho já foram criadas. Com a expansão, a expectativa é de que o número de funcionários no call center triplique nos próximos meses.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

De acordo com o presidente da Equatorial Piauí, Lener Jaime, a Central de Atendimento da Equatorial Serviços de Teresina atende clientes nos estados do Maranhão, Pará, Alagoas, Amapá e Rio Grande do Sul, além do Piauí. “Inauguramos o call center em junho do ano passado. Esse início de relacionamento trouxe essa proximidade com o cliente e, o que temos agora, é uma expansão com a melhoria contínua que nós buscamos para aprimorar esse relacionamento com a população”, afirmou.

Ainda segundo o presidente da Equatorial, desde 2018, quando assumiu a responsabilidade pelo fornecimento de energia, a empresa tem feito investimentos com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento aos clientes do Piauí. Por isso, além do 0800, os clientes também podem buscar atendimento por meio do canal da empresa no Whatsapp ou nos pontos de atendimento presencial disponíveis em todos os 224 municípios do Piauí.  

Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Quando assumimos, tínhamos apenas 69 agências de atendimento em situação precária, para os 224 municípios. As pessoas tinham que se deslocar quilômetros para receber atendimento, muitas vezes precário, sem climatização, não tinha cadeira para o cliente sentar. Nós reformamos essas agências, ampliamos nossos canais de atendimento através dos nossos parceiros e hoje temos pontos de atendimento presencial em todos os 224 municípios do estado”, afirmou.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ítalo Vasconcelos é um dos teresinenses que ingressou no quadro da Equatorial Piauí com a expansão do setor de call center. O jovem destacou a importância de ter uma oportunidade de entrar no mercado de trabalho nesse que é o seu primeiro emprego. “A minha experiência na Equatorial tem sido muito gratificante porque, além de me engrandecer como pessoa, me engrandece como profissional. Todos os trabalhadores se sentem como uma engrenagem em um grande mecanismo que realmente beneficia as pessoas e aumenta a qualidade de vida”, pontuou.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

A governadora Regina Sousa esteve presente na solenidade e parabenizou a empresa pela criação de novas vagas de trabalho formais e pediu o comprometimento da Equatorial em disponibilizar vagas pensando na diversidade da população, incluindo pessoas com deficiência, negros e a população LGBTQIA+, e lembrou o sucesso do Programa Luz para Todos, que teve continuidade quando a empresa assumiu a gestão da energia no Piauí.

“Quero parabenizar por essas oportunidades criadas em um momento em que o Brasil inteiro está precisando de oportunidade de trabalho. Quando você dá essas oportunidades de emprego, tem que ver também a diversidade da sociedade, incluir deficientes, pessoas negras, LGBTS, dar oportunidade para a diversidade de pessoas que existem no Piauí. A Equatorial está mantendo o Luz para Todos, levando energia para aquelas pessoas que não teriam a menor possibilidade de colocar por conta própria. A necessidade de energia nunca acaba entre os mais pobres e só um programa como esse pode dar conta de levar energia para as pessoas”, frisou.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Convênio para recolhimento de resíduos de podas de árvores

Além da expansão do setor de call center, a solenidade de hoje também celebrou uma parceria entre a Equatorial Piauí e a Prefeitura de Teresina para a poda de árvores e recolhimento de lixo verde na Capital. Desde janeiro de 2021, 10 mil podas de árvores foram feitas pela empresa em áreas energizadas. Com a parceria, o lixo oriundo dessas podas será recolhido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH). 

"Eles fazem a poda com a autorização da SEMAM e agora o recolhimento vai ser feito pela SEMDUH.  Vai haver uma compensação financeira, obviamente, nós pagamos valores de conta de energia para a Equatorial e vamos descontar esses valores da poda", explicou o secretário municipal Edmilson Ferreira.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário