Exercícios físicos podem reduzir idade biológica, diz estudo

“É impossível não ter resultados consistentes quando alio o exercício físico a um bom planejamento nutricional”, explica nutricionista

06/10/2022 17:14h

Compartilhar no

A expectativa de vida do brasileiro em 2022, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 72,2 anos para os homens e 79,3 anos para o público feminino. De acordo com uma pesquisa desenvolvida na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, o envelhecimento tende a ficar restrito à cronologia, enquanto a idade biológica pode ser reduzida, a depender de como os cidadãos se relacionam com os exercícios físicos. Especialistas reforçam que a boa alimentação e a frequência de atividades físicas são essenciais para a melhoria da qualidade de vida.   

A nutricionista esportiva e coordenadora do curso de Nutrição da UNINASSAU, em Teresina, Conceição Carvalho, relata que a pesquisa trabalhou em testes comparativos entre pessoas dedicadas ou não à vida saudável. Segundo a especialista, a “idade fitness” mencionada pode ser observada com os efeitos do bem-estar promovidos pela alimentação em equilíbrio com os movimentos. 

“É impossível eu não ter resultados consistentes quando alio o exercício físico a um bom planejamento nutricional. E, claro, estar em dia com a boa alimentação e a saúde corpórea traz consequências maravilhosas como o rejuvenescimento, tanto o aparente quanto o biológico. Podemos perceber a melhoria no humor, na memória e cognição, conseguimos observar também a redução da ansiedade e a melhora de doenças. Logo, a relação entre a idade cronológica e a ‘idade fitness’ vai se distanciando, ficando cada vez mais jovem biologicamente”, pontua Conceição.  

Foto: Pixabay

Os cientistas chegaram a uma “métrica” obtida a partir de um comparativo entre pessoas da mesma idade e o condicionamento físico proporcionado pelas atividades esportivas. Quando o resultado revela uma idade fitness significativamente maior que a idade cronológica, há risco superior a 80% de morte prematura. 

Para a coordenadora do curso de Educação Física da UNINASSAU, Thanandra Rocha, há a possibilidade de retardar o envelhecimento biológico em até 10 anos com o aperfeiçoamento do condicionamento físico. 

“Nesse estudo dos noruegueses, são analisados o comprimento dos telômeros -extremidades dos cromossomos - nos glóbulos brancos. Com isso, foi possível mensurar o envelhecimento biológico por meio do DNA. Então, o comparativo entre idade cronológica e idade fitness é real, sendo, assim, um meio prático de adotar medidas para favorecer o aumento da expectativa de vida ao melhorar aspectos tanto da alimentação quanto da prática de esportes, por exemplo. Em resumo, quanto melhor o indivíduo estiver em relação ao corpo, em sua complexidade, para além da estética, mais propício ele estará a ter habilidades e disposição de alguém com idade inferior à que ele possui”, finaliza a profissional da Educação Física.   



É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário