Famílias de detentos criam associação para defender direitos humanos

A Associação Estadual dos Familiares de Egressos e Ingressos do Sistema Prisional do Piauí pretende fiscalizar as condições de sobrevivência no sistema prisional.

18/04/2018 14:01h

Compartilhar no

Preocupados com a violação dos direitos humanos dentro dos presídios, familiares de detentos se uniram para criar uma associação no Piauí. A entidade está na fase final e deve entrar em atuação em breve.

De acordo com Célia Teixeira, que faz parte da comissão organizadora, a Associação Estadual dos Familiares de Egressos e Ingressos do Sistema Prisional do Piauí (AEFEISP-PI) o objetivo é fiscalizar as condições de sobrevivência e de violação dos direitos humanos no sistema prisional. “Queremos dar assistência aos detentos do estado e aos familiares, que muitas vezes não sabem a quem procurar quando precisam de informação”, conta.

Além dos detentos que estão nos presídios, há ainda uma preocupação com a ressocialização dos egressos, que são as pessoas que estão saindo do sistema, explica Célia Teixeira.  “É preciso cuidado e atenção com os egressos para que eles possam ter oportunidades igualitárias de reinclusão no meio social”, disse.

O documento de fundação da entidade foi todo analisado e revisado por juristas e será registrado em cartório.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Geici Mello

Deixe seu comentário