Piauí: autoridades de Saúde recomendam suspensão de eventos; Governo avalia novo decreto

Dentre as recomendações do COE está a suspensão da realização de eventos até o Carnaval e adote medidas mais duras

01/02/2022 09:07h - Atualizado em 01/02/2022 10:51h

Compartilhar no

Com o aumento de casos de Covid, os integrantes do Comitê de Operações Emergenciais de Combate a Covid-19 (COE) solicitaram, nesta segunda- feira (31), ao governador Wellington Dias (PT) que suspenda a realização de eventos até o Carnaval e tome medidas mais duras para evitar a proliferação dos casos e o colapso no sistema de saúde. O documento enviado ao chefe do executivo estadual faz algumas indicações que estão sendo avaliadas e podem resultar em um novo decreto.


Leia também: Com aumento de casos de Covid-19, Teresina poderá ter novas medidas restritivas 

(Foto: Assis Fernandes/ODIA)

crescimento de pessoas positivadas no estado resultou na ocupação acima de 70 % de leitos de UTI e já há territórios com ocupação de 100% dos leitos, com dificuldade de expansão devido ao adoecimento também de profissionais positivados com Covid-19 e outras síndromes gripais, tendo preocupado o cientistas e infectologistas e todos que compõe o COE. Segundo o documento também está havendo subnotificação, por conta da escassez de testes.


Leia também: Covid-19: regiões do Piauí duplicam média de novos casos e internações 


O governador Wellington Dias recebeu as indicações e está avaliando. O COE destacou a necessidade da vacinação e a prevenção. 

“Devemos seguir em duas direções: a primeira delas a vacinação, por isso não vacile, vacine-se. Garanta a condição de vacinação para você e sua família. Não deixe de tomar a dose de reforço. Por outro lado a prevenção. Neste instante estamos aprovando novas medidas no sentido de garantir de forma preventiva menos propagação do Coronavírus. Garantir com isso as condições de estabilidade mesmo que seja uma estabilidade em alta. Ontem perdemos nove vidas humanas no Piauí e no Brasil vivemos um novo recorde de óbitos e de crescimento. No Piauí temos que lidar preventivamente e é claro procurar um médico com qualquer sintoma”, disse o governador.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário