Governo Federal vai reconhecer estado de calamidade em Uruçuí

O anúncio da medida foi realizado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira

28/12/2021 15:40h - Atualizado em 28/12/2021 15:48h

Compartilhar no

O Governo Federal deve decretar estado de calamidade na região Uruçuí, no Sul do Piauí, devido aos estragos causados pela cheia do Rio Parnaíba. O anúncio da medida foi realizado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, em postagem nas redes sociais na tarde dessa terça-feira (28). 


Leia tambémEnchente em Uruçuí: decreto de situação de emergência é publicado 


“O governo federal vai reconhecer estado de calamidade pública na região, o que vai viabilizar os recursos necessários às medidas, que já estão sendo tomadas por ordem do presidente Bolsonaro”, escreveu o ministro em uma das postagens.

Ciro Nogueira afirmou que parte dos esforços buscam uma solução para os transtornos ocasionados pelo rompimento da PI 247, no trecho entre Uruçuí e Ribeiro Gonçalves. O ministro disse que a Casa Civil chegou a mobilizar o Ministério da Defesa para a instalação de uma ponte no local, o que não será possível. 

Foto:  André Schuler / Chesf

“A Casa Civil mobilizou o ministério da Defesa para a construção de uma ponte móvel, mas após avaliar a situação, os engenheiros constataram que o impacto das águas abriu um espaço cuja grande dimensão poderia não suportar a instalação de uma ponte móvel devido à instabilidade”, explicou. 

grande volume de precipitações registradas no Sul do Estado provocou a cheia do Rio Parnaíba  na cidade de Uruçuí no último sábado (25). Várias famílias estão desabrigadas e um trecho da  PI-247 que liga os municípios de Uruçuí e Ribeiro Gonçalves rompeu  com a força das águas.

Nessa terça-feira (28), a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf)  anunciou que vai elevar a vazão da Barragem de Boa Esperança, no município de Guadalupe. O reservatório, que atualmente funciona com 576 m³/s de vazão, vai agora para 1.000 metros cúbicos por segundo. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário