Greve dos ônibus: apenas 170 veículos circulam em Teresina

Segundo a Strans, os motoristas de transportes alternativos ainda podem cadastrar o veículos.

08/02/2021 10:35h - Atualizado em 08/02/2021 11:22h

Compartilhar no

Os motoristas e cobradores de ônibus de Teresina, iniciaram na manhã desta segunda-feira, 08, uma greve por tempo indeterminado . De acordo com Cláudio Pessoa, superintendente da Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito), ao todo são cerca de 170 ônibus circulando na capital.  Alguns transportes alternativos também já foram cadastrados.


Leia também:

Paralisação dos ônibus: Robert Rios pede estorno de R$600 mil transferidos para o SETUT 


“Estamos fazendo em conjunto com a Procuradoria Geral do Município algumas ações no sentido de resguardar o direito de os usuários terem os ônibus funcionando com 70% da frota no horário de pico e 30% nos demais horários”, explica. 

Além disso, o Cláudio Pessoa informou que ao ser comunicado pelo Sintetro sobre a greve no dia 08, a Strans se mobilizou para que os motoristas de transportes alternativos fizessem os cadastros dos veículos antecipadamente“Quem tiver interesse em fazer o cadastro deve procurar a sede da Strans com os documentos do veículo e do motorista, e será cadastrado”, conclui.

Entenda

No dia 25 de janeiro, todos os ônibus coletivos de Teresina pararam de circular. A ação era parte do protesto da categoria, que cobra o pagamento dos Tickets alimentação e do plano de saúde aos trabalhadores rodoviários, que estaria em atraso. Segundo Ajuri Dias, foi firmado um acordo com o superintendente de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans), Bruno Pessoa, no qual ficou definido que esses benefícios seriam pagos à categoria.

Já no dia 01 de fevereiro, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), fizeram uma manifestação em frente a Emtracol, e os ônibus da zona Sudeste não saíram da garagem. De acordo com o presidente do Sintetro, Ajuri Dias, o motivo da paralisação era demissão de um funcionário após vazamento de um áudio e melhorias nas estruturas nos terminais. Após acordo, os veículos voltaram a circular no outro dia.

Motoristas e cobradores de ônibus do Consórcio Urbanos, que atende à zona Leste de Teresina, paralisaram suas atividades  no dia, 04 de fevereiro, reivindicando o pagamento de férias e de salários atrasados. Pelo menos 17 veículos deixaram de circular e os bairros mais afetados são Planalto Uruguai, Socopo e Satélite e regiões no entorno, no mesmo os trabalhadores voltaram aos seus postos.

SINTETRO que greve é por tempo indeterminado

Segundo Ajuri Dias, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), na quinta-feira, 4, a categoria se reuniu com os empresários, mas não teve acordo em relação as propostas e até o momento o Sintetro não foi notificado para tentar resolver o problema.

"Até agora não existe nenhuma possibilidade de retorno, até porque na assembleia que foi deflagrada a greve, os trabalhadores afirmaram que só retornam se pagarem a convenção coletiva e salário com o valor de 2020", afirma.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Com informações da Lalesca Setúbal

Deixe seu comentário