Licitação para concessão do aeroporto de Parnaíba acontece na segunda (20)

O investimento é de cerca de R$ 150 milhões para construção de um terminal de cargas e operação aeroportuária

15/12/2021 16:50h

Compartilhar no

A licitação para concessão do aeroporto de Parnaíba, no litoral do Piauí, deve acontecer na próxima segunda-feira (20) e definir a empresa vencedora do processo de Parceria Público Privada (PPP). A concessionária ficará responsável pela administração, conservação, implantação de melhorias e operação aeroportuária pelos próximos 32 anos.


Leia tambémLicitação para concessão do aeroporto de Parnaíba acontece na segunda (20) 

Voo entre Teresina e Parnaíba marca início da operação aérea na Rota das Emoções 


O edital lançado em outubro desse ano prevê o investimento de cerca de R$ 150 milhões para construção de um terminal de cargas, além de contemplar a estrutura básica, a pista de pouso de 300 m de extensão. As obras irão permitir o aeroporto operar voos internacionais e receber aeronaves de grande porte.

Foto: Otávio Neto / O Dia

A expectativa da PPP é que o Aeroporto de Parnaíba chegue a uma movimentação anual de 500 mil passageiros em 2050 e uma receita estimada de R$ 16 milhões. O governo do Estado aguarda movimentar não só o setor de turismo, mas o segmentos de negócios na região litorânea.

“É um programa de investimentos público-privado que amplia as condições para o turismo, comércio e outras áreas na região”, afirmou o governador Wellington Dias. A sessão que definirá a empresa vencedora do certame acontece uma semana após a operação aérea da Rota das Emoções, que mantém voos diários entre Teresina, Parnaíba e Jericoacoara.

Renovação de contrato

O governo estima que até a assinatura do contrato com a empresa vencedora será necessário que a Infraero se mantenha na administração do equipamento. O estado irá renovar o contrato temporário com a empresa pública para ampliar a presença do Corpo de Bombeiros e de técnicos no aeroporto.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário