No Piauí, trânsito mata mais que crimes violentos

Levantamento foi feito pela Seguradora Líder, com base no pagamento de DPVAT e dados da Senasp

15/05/2020 17:17h - Atualizado em 16/05/2020 18:56h

Compartilhar no

Ao cruzar dados referente ao pagamento de sinistros por acidentes automobilísticos com mortes no Piauí em 2019, com os de crimes violentos registrados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), a Seguradora Líder constatou que as ocorrências de trânsito são mais fatais que os crimes violentos registrados no estado.

Dados de 2019 mostra a relação entre acidentes de transito com mortes e crimes violentos no estado (Fonte: Seguradora Líder e Secretaria Nacional de Segurança Pública)

O levantamento, realizado pela empresa e divulgado nesta sexta-feira (15), revela que são cerca de 1.121 sinistros pagos por acidentes com vítimas fatais no trânsito piauiense no ano passado contra 592 mortes em episódios de crimes praticados com o uso de violência no mesmo período.


Leia também:

Piauí reduz em 66% o número de acidentes de trânsito durante a quarentena 

Acidentes de trânsito crescem com o descumprimento do isolamento, diz HUT 

Número de vítimas de acidentes de trânsito cai 33% com isolamento social 


Mesmo com menos veículos circulando nas ruas do país durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o diretor de operações e de tecnologia da Líder, Iran Porto alerta a população a manter todas as precauções no trânsito para evitar acidentes, que continuam acontecendo nas estradas brasileiras. 

(Foto: Divulgação/PRF)

"Devemos aproveitar a representatividade do mês de maio, por conta do movimento Maio Amarelo, para reforçar a importância do constante investimento em prevenção, educação e medidas cada vez mais rigorosas de fiscalização no trânsito", afirma Porto.

Para reforçar as medidas de combate ao Covid-19, o governador Wellington Dias (PT) anunciou, na última quarta-feira (15), a vigência da 'lei seca' durante todo o fim de semana. Além de reduzir a possibilidade de transmissão da doença, a determinação diminui o risco de acidentes automobilísticos causados por condutores embriagados.  


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário