OAB-PI lança campanha de arrecadação para abrigos de animais em Teresina

Próximo ao mês de prevenção contra crueldade animal, a OAB arrecada rações, alimentos e materiais de limpeza para abrigos

22/03/2022 15:13h - Atualizado em 22/03/2022 16:16h

Compartilhar no

Chegando próximo ao Abril Laranja, mês de prevenção contra a crueldade animal, a Comissão de Proteção e Defesa dos Animais, por meio da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Piauí (OAB-PI), lançou uma campanha de arrecadações para abrigos de animais em Teresina. 

Segundo o órgão, o objetivo é arrecadar rações, alimentos e produtos de limpeza, a fim de contemplar ONGs, abrigos e protetores independentes de Teresina. 

Ordem dos advogados lançam campanha de arrecadação para abrigos de animais em Teresina (Foto: Reprodução/OAB-PI)

Atualmente, abrigos de Teresina tiveram queda nas arrecadações devido a situação econômica da população. É o que relata a protetora de animais Raissa Rocha. “Estamos vivendo dias muito difíceis e essa campanha é de suma importância, a partir do momento em que muitos protetores de animais estão passando por muitas dificuldades. Muitos estão desempregados e tem muitos animais sob sua responsabilidade, esperando por comida diariamente”, explica a protetora.

Raissa conta que, a cada dia que passa, as doações diminuem e os casos de abandonos aumentam. “Isso faz com que protetores de animais tenham mais bichinhos à espera de comida”, comenta. 

A protetora destaca ainda a importância das pessoas realizarem suas doações. “Clamo por sua ajuda! Doe rações para cães e gatos e ajude a sanar a fome de milhares de animais, que quase, literalmente, estão morrendo de fome! Fome não espera!”


Como doar ou receber doações?

As doações podem ser realizadas até o dia 20 de Abril. As entidades que desejarem receber as doações devem se cadastrar até o dia 13 de Abril através do Instagram da Comissão ou pelo email: [email protected]


Abril Laranja

O Abril Laranja reforça a importância da prevenção contra a crueldade animal. Durante o mês, campanhas são lançadas em todo o Brasil a fim de conscientizar a população. 

De acordo com a protetora de animais Raissa Rocha, que atua em Teresina, desde o início da pandemia, o número de animais machucados, atropelados ou vítimas de maus tratos se intensificou ainda mais. 

“Não sei o que realmente motiva as pessoas a maltratar os animais. São seres vivos que, assim como cada um de nós, sentem fome, sentem dor e também sabem amar! Precisamos que as leis, de fato, se compram em nosso estado”, pontua. 

A protetora Raissa Rocha destaca a importância de politicas públicas para proteção dos animais (Foto: Reprodução/Instagram)

A protetora lembra ainda que os animais têm direitos e que quem comete o ato de abandonar ou maltratar animais está cometendo um crime. “A pessoa pode ser presa, tendo pena de dois a cinco anos de prisão. Se você não puder cuidar, não adote e não compre animais, para fazê-los sofrer”, destaca. 

Além disso, para Raissa Rocha, as políticas públicas em relação ao tema devem ser melhoradas, a fim de que não haja tantos animais morando nas ruas. “Precisamos de atendimento para esses animais, precisamos de castração para eles! Somente assim, diminuirá a quantidade de animais sofrendo nas ruas de nossa cidade”, finaliza. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Adriana Magalhães

Deixe seu comentário