Paciente oncológica realiza sonho e conhece o mar no Piauí

Beneficiária da Intermed faz tratamento paliativo contra um câncer agressivo de colo do útero no Hospital Unimed Primavera

01/12/2022 17:09h

Compartilhar no

Qual o tamanho do seu sonho? Para alguns são apenas 350km de distância que separam da realização do grande sonho da vida. É o caso da Renata Sousa, de 39 anos. Ela faz tratamento paliativo contra um câncer agressivo de colo do útero no Hospital Unimed Primavera.

O grande sonho da paciente era conhecer o mar, mas por conta das dificuldades da vida e da saúde frágil parecia impossível. Porém, no último dia 30 de novembro ele foi realizado com a ajuda da equipe do Comitê de Cuidado do Hospital Unimed Primavera.

Foto: Reprodução/Redes Sociais 


“O que nos tocou foi a fala dela, uma mulher jovem e com seis filhos, que tinha esse sonho de conhecer o mar. Nos mobilizamos e trouxemos ela para o litoral, para esse sonho ficar ainda mais forte e ganhar outros significados e contextos. Ela ver os filhos brincando, se emocionar e renovar as forças, foi melhor do que o que a gente imaginou”, relata Renata Cardoso, psicóloga do Hospital Unimed Primavera.


Há cinco anos, Renata descobriu o câncer já agressivo em metástase. Ela precisa de cuidados constantes e realiza o tratamento no Centro de Infusão e Oncologia do Hospital Unimed Primavera. A equipe soube desse grande sonho e mobilizou ambulância do SOS Unimed e transporte para que ela realizasse esse desejo junto com os filhos.

Para ela aemoção de sentir o vento e a água do mar pela primeira vez foi única: “Estou me sentindo a mulher mais feliz do mundo. Eu nunca imaginei que ainda iria conhecer o mar e que a Intermed e a Unimed realizariam esse meu sonho. Eu senti uma coisa que não tem explicação”, disse a paciente emocionada.


A filha Glória Sousa, compartilhou essa realização com a mãe: “Ela sempre teve esse sonho desde criança, mas ele não teve a oportunidade de ir porque teve os filhos muito cedo e ficou debilitada por conta da doença. Estou emocionada e feliz de ver minha mãe pela primeira vez no mar junto com os filhos”.

Após o banho de mar, dona Renata pontua que renovou as esperanças para lutar pela vida. “Esse dia me deu mais um gás para lutar contra essa doença”, pontuou.

--

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no