Piauí: Seguro DPVAT prevê queda de 30% nos acidentes de trânsito em 2020

Em 2020, a projeção é de que 5.831 pessoas acidentadas deem entrada no seguro.

25/09/2020 16:29h - Atualizado em 25/09/2020 16:29h

Compartilhar no

A Seguradora Líder, administradora do consórcio que gere o Seguro DPVAT, fez um levantamento com projeções de acidentes até o final de 2020. De acordo com o estudo, a previsão é de que o Piauí registre uma queda de 30% nos acidentes de trânsito, considerando o período de isolamento social por conta da pandemia da Covid-19.

Seguro DPVAT prevê queda de 30% nos acidentes de trânsito em 2020. (Foto: Arquivo O Dia)

No Piauí, os dados apontam que 8.329 vítimas foram indenizadas pelo seguro em acidentes ocorridos no ano de 2019. Já em 2020, a projeção é de que 5.831 pessoas acidentadas deem entrada no seguro. Essa redução também foi percebida em levantamento divulgado pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), hospital de referência no atendimento de vítimas de acidentes de trânsito.

De acordo com o HUT, de 1º de janeiro a 31 de agosto deste ano, 5.746 pacientes foram atendidos na unidade hospitalar por envolvimento em acidentes, quando comparado ao mesmo período de 2020, é possível perceber uma redução no número de pacientes atendidos, já que no mesmo período do ano passado, foram 6.793 pessoas atendidas pelas mesmas causas. A redução pode estar associada às ações de isolamento social, necessárias para evitar a disseminação da Covid-19. 

Brasil

A nível nacional, o estudo realizado pelo Seguro DPVAT prevê uma queda de 19% no número de ocorrências em todo o país. A estimativa é que 229.646 vítimas sejam indenizadas pelo seguro em acidentes ocorridos neste ano.Apesar da redução, segundo dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS) o Brasil permanece com uma média de 30 mil mortes causadas por acidentes e cumpriu, até 2019, 30% da meta da Década de Ação pela Segurança no Trânsito da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Com o acordo, esperava-se que, até 2020, houvesse uma redução de 50% no número de mortes. Segundo o Departamento, em nove anos, o Brasil saiu da marca de 43.256 mil mortos no trânsito em 2011 para 30.371 mil mortos em 2019.

Do total de ocorrências previstas pelo estudo até o final de dezembro, 143.842 estão relacionadas a coberturas por invalidez permanente, 56.408 a indenizações para despesas médicas e 29.396 a casos de morte. Os motoristas lideram o ranking das vítimas com participação em 144.225 das ocorrências, 62% do total. Já quando considerada a faixa etária mais sujeita a acidentes de trânsito, pessoas com idades entre 25 a 34 anos são as principais vítimas, presentes em 61.602 das ocorrências, 27% do universo projetado para este ano.
Quanto ao perfil dos veículos, as motocicletas seguirão sendo as responsáveis pela maior parte dos acidentes indenizados. A previsão é que 180.597 vítimas recebam o Seguro DPVAT por conta de ocorrências envolvendo motos, ou seja, 79% do total. Na média por 100 mil habitantes, das 14 mortes registradas por ano, sete são causadas pelo veículo.
Ao observar o mapa do Brasil em 2020, São Paulo (29.477), Minas Gerais (28.107), Santa Catarina (16.938) e Goiás (13.401) são os estados com previsão de maior quantidade de acidentes de trânsito a serem indenizados pelo seguro.
As maiores reduções de acidentes destacam-se nos estados do Ceará (35% de redução), Maranhão (37%) , Sergipe (38%) e Acre (38%).

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário