Piauí tem 28 municípios em situação crítica para dengue

A estimativa é que em comparação com o mesmo período do ano passado, o estado já apresenta crescimento de 500% de casos

21/04/2022 13:51h - Atualizado em 21/04/2022 14:07h

Compartilhar no

Um total de 28 municípios do Piauí estão em uma situação considerada crítica devido ao aumento dos casos de dengue nas últimas semanas, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). A estimativa é que em comparação com o mesmo período do ano passado, o estado já apresenta crescimento de 500% de casos. 


Leia tambémPreço de repelentes varia de R$ 14 a R$ 55 após aumento de casos de dengue em Teresina 


O avanço da doença no Piauí foi principal pauta de um encontro na quarta-feira (20/04) da governadora Regina Sousa com representantes da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) para o planejamento de ações de combate ao mosquito.

Foto: Assis Fernandes / O Dia

O governo estudou a possibilidade da decretação de estado de emergência por conta da dengue, contudo, a governadora Regina Sousa descartou a medida ao defender que as ações preventivas serão capazes de estabilizar os números da doença. 

“Nós temos 28 municípios em situação crítica, monitorados e o que a gente pediu aqui foi que se faça uma campanha de prevenção e de limpeza dessas municípios que estão em situação crítica para que se tenha mais atenção e fiquem de olho na prevenção, a Sesapi tem todo o equipamento e o material para fazer uma campanha, usar o fumacê caso seja necessário”, afirmou Regina Sousa. 

Sarampo 

O encontro tratou ainda sobre as suspeitas de casos de sarampo no Piauí, registrados no município de São Miguel do Tapuio, no Norte do estado. Ao todo, um adulto e uma criança de dois anos apresentaram sintomas da doenças na cidade. Para o superintendente de Atenção à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães, os dois relatos são suficientes para que a vacinação seja incentivada. 

“Já chamamos atenção também para o aparecimento de casos de sarampo em São Paulo, pelo menos três casos já confirmados e no nosso estado já estamos avaliando dois possíveis casos. Então, já chamamos a população para colocar o seu calendário vacinal em dia”, disse Herlon Guimarães.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário