Profissionais de saúde estão há 4 meses sem salário em Parnaíba

A prestação de serviço teria acontecido no período de 14 de abril a 31 de julho deste ano

07/08/2021 11:25h - Atualizado em 07/08/2021 12:33h

Compartilhar no

Um grupo de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas contratados por uma empresa terceirizada para prestar serviços no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, denuncia o não recebimento de salário.

A prestação de serviço teria acontecido no período de 14 de abril a 31 de julho deste ano. Durante os quatro meses de contrato, os profissionais prestaram serviços na UTI Covid sem receber salários.

Foto: Extra Parnaíba. 

Em manifesto enviado ao Portal O Dia.com, os profissionais explicam que reiterada vezes procuraram a empresa responsável pela contratação, e que a mesma alega não ter recebido recursos da Secretaria Estadual de Saúde para honrar o pagamento dos salários do grupo.

 “Desde o início da prestação dos serviços nenhum funcionário foi pago. A assessoria jurídica da empresa Angio Corpus alega que medidas estão sendo tomadas para a resolução e pagamento dos funcionários, porém continuam sem resposta ou uma data prevista de pagamento, sempre alegando a demora por motivos burocráticos”, explicam os profissionais no documento.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário