Quatro em cada dez estudantes piauienses sofreram bullying, diz IBGE

Entre os motivos apontados para a agressão verbal, os dois mais citados foram a aparência do corpo (17%) e do rosto (10,5%)

10/09/2021 10:35h - Atualizado em 10/09/2021 14:29h

Compartilhar no

Aproximadamente quatro em cada dez estudantes (39,6%) afirmaram terem se sentido humilhados por provocações de colegas no Piauí. A constatação é da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram considerados os adolescentes de 13 a 17 anos de idade, de escolas públicas e privadas, que sofreram pelo menos uma situação humilhante nos 30 dias que antecederam a pesquisa.

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Entre os motivos apontados para a agressão verbal, os dois mais citados foram a aparência do corpo (17%) e do rosto (10,5%). Em seguida, a cor ou raça (4,5%), a religião (2,3%), a orientação sexual (2,2%) e a região de origem (1,2%). Cerca de 61,2% dos estudantes piauienses indicaram outras razões não especificadas no questionário da pesquisa.

A proporção cai quando se trata de bullying praticado via internet: apenas 12% dos estudantes piauienses informaram terem sido ameaçados, ofendidos e humilhados em redes sociais ou aplicativos de celular nos 30 dias anteriores à pesquisa. A taxa reduz ainda mais com relação a agressões físicas praticadas por colegas: apenas 10,6% relataram terem passado por essa situação no período investigado.

(Foto: Reprodução/IBGE)

Por outro lado, cerca de 9,9% dos estudantes piauienses assumiram terem praticado algum tipo de violência verbal contra colegas nos 30 dias que antecederam a pesquisa. A proporção de agressores foi maior entre os homens (12,7%) do que entre as mulheres (7,4%). Também foi maior entre estudantes de escolas privadas (14,2%) do que entre os de instituições públicas (9,2%).

Fonte: Com informações do IBGE

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no