Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí pede doações para tratamento de pacientes

As doações também podem ser feitas em dinheiro via pix. Ao todo, a ONG conta com 70 voluntários e atende mais de 12 mil pessoas todos os anos.

12/03/2022 11:22h - Atualizado em 12/03/2022 12:07h

Compartilhar no

A Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí iniciou, recentemente, uma campanha nas redes sociais para pedir doações de roupas, calçados, brinquedos e eletrodomésticos para ajudar pacientes oncológicos em tratamento na instituição. As doações também podem ser feitas em dinheiro via pix (veja no final da reportagem). Ao todo, a ONG conta com 70 voluntários e atende mais de 12 mil pessoas todos os anos.

Uma das voluntárias é a Rosália Silva. Ela conta que a instituição trabalha com cinco diferentes projetos e, neste mês de março, de conscientização e combate ao câncer de colo de útero, a campanha foi iniciada para ajudar os pacientes em tratamento.

Foto: André dos Santos/ODIA 

"Nós trabalhamos com cinco projetos: o alertar, o aliviar, o abrigar, o apoiar e o alimentar. O mês de março é o mês lilás, pois estamos conscientizando sobre o câncer de colo de útero, que pode ser previnido. Existe uma vacina para as adolescentes de 08 aos 14 anos e, meninos, de 11 a 14 anos. Quanto mais cedo a prevenção, melhor o tratamento será desenvolvido”, conta.

Foto: André dos Santos/ODIA 

Quem quiser doar pode se dirigir à sede da instituição na Avenida São Raimundo, no bairro Piçarra, na Zona Sul de Teresina. O pix para ajudar em dinheiro é CNPJ 12.175.857/0001-21 (Banco do Brasil). As outras contas disponíveis são: Caixa Economica Federal, 7935-6, agência 641, operação 013 e Banco do Brasil, conta corrente 42396-3 e agência 4249-8.

"Para ajudar no tratamento dos nossos pacientes precisamos de doações e qualquer outra informação pode ser tirada através do telefone 3215-9650 ou 3226-2323. Também você pode acompanhar todos os nossos projetos pelas redes sociais", finaliza.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário