Semana de Valorização da Arte Santeira do Piauí será comemorada em março

A data escolhida visa homenagear José Alves de Oliveira, o Mestre Dezinho, um dos mais importantes artesãos piauienses

06/01/2022 15:32h

Compartilhar no

A arte santeira piauiense ganhou, oficialmente, data comemorativa no calendário de eventos do estado. De acordo com a Lei Nº 7.695, de autoria do deputado estadual Franzé Silva (PT) e sancionada no último dia 23 de dezembro pelo governador Wellington Dias, a Semana de Valorização da Arte Santeira do Piauí será celebrada na semana que compreende o dia 2 de março, em homenagem ao nascimento de Mestre Dezinho.

A Semana Estadual da Arte Santeira, explica Franzé Silva, “busca, principalmente, valorizar e incentivar a produção, comercialização e divulgação da arte santeira no Piauí, bem como proteger e fortalecer a identidade cultural do povo piauiense. A arte santeira é, afinal, um forte expoente religioso, identitário e artístico de nosso povo, um dos maiores símbolos do estado do Piauí, tendo sido imortalizada através das mãos de Mestre Dezinho, a quem devemos essa homenagem”.

(Foto: Assis Fernandes/ODIA)

A data escolhida visa, portanto, homenagear José Alves de Oliveira, o Mestre Dezinho, um dos mais importantes artesãos piauienses, reconhecido no Brasil e no exterior. Dezinho nasceu no município de Valença do Piauí, a 2 de março de 1916. Trabalhou a maior parte da sua vida como carpinteiro e, em 1966, passou a esculpir imagens de Jesus e dos santos, o que veio a torná-lo referência na arte santeira, estadual, nacional e internacionalmente.

Mestre Dezinho é apontado como precursor da arte santeira, atividade que envolve, atualmente, mais de 150 artesãos no Piauí. Além disso, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) identificou que o Estado tem potencial para ampliar e exportar arte santeira para outros países, sobretudo nações católicas, como a Itália, França, Espanha e a Polônia, de maneira a transformar o trabalho artístico também em fonte de emprego e renda para os artesãos.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Alepi

Deixe seu comentário