Varíola dos Macacos: Queiroga diz que Lacens farão diagnóstico; Sesapi não foi informada

Laboratórios Centrais de todos os Estados deverão realizar o procedimento de diagnóstico da doença.

15/08/2022 10:23h

Compartilhar no

Com 2.584 casos confirmados, o Brasil deverá ser capaz de diagnosticar a varíola dos macacos em todos os laboratórios centrais de saúde pública dos Estados (Lacens) do país até o final deste mês de agosto. Foi o que informou em entrevista a um programa de rádio, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. 

De acordo com Queiroga, o governo federal se antecipou à emergência de saúde pública de importância global declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em julho e articulou formas de lidar com a doença e receber pacientes no sistema público.

“Desde maio, quando surgiram os primeiros casos na Europa, o sistema único de saúde se preparou para enfrentar essa ameaça. Enfrentamos a emergência de saúde pública causada pela Covid-19 e, desde o início, organizamos as estruturas dos laboratórios para fazermos o diagnóstico [da varíola dos macacos]”, disse o ministro.

Queiroga falou sobre a letalidade e a taxa de infecção da varíola dos macacos no Brasil, que em âmbito internacional causou cinco mortes em países considerados não endêmicos, segundo dados da OMS. O Portal O Dia entrou em contato com a Sesapi para saber se foi repassada alguma recomendação técnica ao órgão estadual sobre o processo de diagnóstico da doença pelo Lacen do Piauí. A assessoria informou que, até o momento, não recebeu nenhuma informação relacionada a esse assunto por parte do Ministério da Saúde.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário