Wellington Dias decreta situação de emergência no concurso da Polícia Militar

Medida vale por 90 dias nos quais será elaborado em caráter de urgência um novo cronograma de execução do certame que teve sua prova objetiva suspensa.

07/12/2021 08:31h - Atualizado em 07/12/2021 09:28h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias (PT) decretou situação de emergência administrativa na realização do concurso público da Polícia Militar do Piauí. A medida vale por 90 dias prorrogáveis por mais 90 e vem após a prova do certame ter sido suspensa devido ao aumento na quantidade de inscritos.

De acordo com o decreto que foi publicado na edição desta segunda-feira (06) do Diário Oficial do Estado, deverá ser elaborado em caráter de urgência um novo cronograma de execução do concurso público para preenchimento das mil vagas para ingresso no Curso de Formação de Soldados, além da manutenção do cronograma para as 40 vagas para admissão de oficiais.

Durante os 90 dias de validade da situação de emergência, todos os processos relacionados ao concurso da PM terão prioridade de tramitação nos órgãos de entidades da administração direta e indireta do Estado. Neste mesmo período, haverá possibilidade de contratação direta dos serviços e bens indispensáveis à realização do certame por parte do Nucepe, o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Uespi.

Com as contratações diretas feitas pelo Nucepe, o governo espera atender às demandas extraordinárias causadas pelo excessivo número de candidatos inscritos para o concurso da PMPI com a urgência necessária para o interesse público.


Foto: PMPI

Entenda

Na semana passada, foi anunciada a suspensão da prova objetiva do concurso da Polícia Militar do Piauí devido ao aumento no número de candidatos inscritos para o certame e a consequente necessidade de reorganização do cronograma de aplicação das provas de forma que sejam obedecidas as regras sanitárias importas pela covid-19. Uma nova data ficou de ser definida posteriormente.

Diante dos questionamentos a respeito do adiamento da prova objetiva, o comandante-geral da PM, coronel Lindomar Castilho, expediu ofício solicitando a elaboração de um novo cronograma para o concurso. 

O governador Wellington Dias se manifestou a respeito dos impasses envolvendo o concurso da Polícia Militar e reiterou que o certame está mantido e terá um novo cronograma que será apresentado aos candidatos. O chefe do Executivo Estadual explicou que a suspensão da prova se deu após um entendimento do Ministério Público e do Poder Judiciário a respeito das medidas sanitárias a serem adotadas no concurso.


Wellington Dias garantiu que o concurso está mantido - Foto: O Dia

O concurso

O concurso da Polícia Militar do Piauí é realizado pelo Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos da Uespi e já passou por alterações em seu cronograma inicial com a reabertura, em outubro passado, das inscrições após uma ampliação das vagas para sodado. O objetivo é preencher mil vagas e reforçar o efetivo da PMPI para atuar sobretudo no interior do Estado.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário