“Não vai ter porta fechada para ninguém”, diz Regina Sousa à comunidade negra

A chegada de Regina Sousa ao Palácio de Karnak foi celebrada pelas religiões de matrizes africanas e movimentos do povo negro do Piauí.

29/03/2022 14:10h - Atualizado em 29/03/2022 14:17h

Compartilhar no

A vice-governadora Regina Sousa, 71 anos, que assume o Governo do Piauí nesta quinta-feira (31/03), afirmou aos representantes da comunidade negra do Estado que todos os segmentos da sociedade terão acesso Poder Executivo nos nove meses de sua gestão. 

Em solenidade religiosa realizada nessa segunda-feira (28/03) no espaço Cultural Esperança Garcia, em Teresina, a chegada de Regina Sousa ao Palácio de Karnak foi celebrada pelas religiões de matrizes africanas e movimentos do povo negro do Piauí. 


Leia tambémCâmara aprova criação de cargos para filho de Dr. Pessoa controlar bilhetagem dos ônibus 


“Eu sei o que é o sofrimento do povo negro desse país, eu sou de todas as lutas, na verdade. Eu quero nesses noves meses fazer pequenas coisas, mas significativas. Não vai ter porta fechada para ninguém”, disse. “Quero mostrar a beleza que é a fé da população negra. Toda religião é movida pela fé, então não há por que haver preconceito”, completou a vice-governadora. 

Foto: Divulgação / Ccom

Para fundadora do Instituto da Mulher Negra do Piauí (AYABÁS), Sônia Terra, a chegada de uma negra ao cargo máximo do Estado é uma construção que foi realizada ao longo dos anos no Piauí e lembrou a ex-deputada Francisca Trindade

“Os nossos passos veem de longe, lembramos aqui Esperança Garcia e Francisca Trindade. A nossa caminhada sempre foi de enfrentar resistência. Somos a maioria, mas ainda enfrentamos muitas desigualdades e ela hoje se torna um símbolo de que nós podemos chegar aonde quisermos. Representatividade importa e importa muito”, afirmou. 

Regina Sousa participa nesta terça-feira (29/03) de Culto em Ação de Graça na Primeira Igreja Batista e de Missa em Ação de Graça na igreja de Nossa Senhora de Lourdes na quarta-feira (30/03). Regina se tornará a primeira mulher a chegar ao comando do Governo do Estado na quinta-feira (31/03). 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Ascom

Deixe seu comentário