João Henrique Sousa defende aliança “antiguíssima” do MDB com Lula e o PT no Piauí

Muito ligado a Temer, João Henrique apoiou o impeachment de Dilma e defendeu o partido contra Wellington em 2014

08/08/2022 09:29h

Compartilhar no

Após ser crítico da união entre o MDB e o PT no Piauí em anos anteriores, o ex-ministro João Henrique Sousa se mostrou favorável à aliança com Lula na eleição deste ano. O Secretário de planejamento da capital foi um dos coordenadores da campanha de Henrique Meirelles em 2018 e não apoiou o acordo informal do MDB com Fernando Haddad no estado.

Muito ligado a Temer, João Henrique apoiou o impeachment de Dilma em Brasília e defendeu o partido na oposição estadual disputando o governo contra Wellington Dias em 2014.


Leia Mais: 
Marcelo nega “rasteira” em Simone Tebet e diz que Lula terá até 80% dos votos no Piauí 
Marcelo Castro e líderes do MDB anunciam adesão à pré-candidatura de Lula para presidente 
Coligação MDB e PSDB para presidente não muda cenário no Piauí 



O ex-ministro viu com naturalidade o “racha” dentro do partido no Piauí. Aqui a candidata do MDB, Simone Tebet, sequer será recebida no estado de acordo com o presidente Marcelo Castro.  “O MDB não seria MDB se assim não fosse, isso é tradicional dentro do partido. Aqui e ali tem estados que apoiam o ex-presidente da República e outros que não. Eu fui coordenador da campanha do Henrique Meirelles e senti isso dentro dos estados. Mas faz parte.

Para João Henrique a relação antiga com o Partido dos Trabalhadores facilita a aliança com Lula neste ano. “O MDB já tem relação com o PT antiguíssima, não é de hoje. Isso ocorre de forma natural”, finalizou o ex-ministro. 

FOTO: Assis Fernandes/ O DIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário