Livros superfaturados: TCE dá prazo de 15 dias para empresa apresentar defesa

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos) e o secretário de Educação, Nouga Cardoso, já apresentaram defesa sobre as irregularidades em que foram citados.

07/07/2022 10:01h

Compartilhar no

O processo de aquisição de 100 mil exemplares do livro “Teresina Educativa” por R$ 6,5milhões pela Prefeitura de Teresina, foi suspenso por decisão judicial, mas o Tribunal de Contas do Estado segue investigando. O relator do processo, Kleber Eulálio, em seu último despacho, concedeu 15 dias para a empresa “Editora 2 Brasil” se manifestar acerca de irregularidades citadas na representação. 


Leia também: Compra milionária de livro pela Prefeitura de Teresina é alvo de nova denuncia ao TCE-PI 


“Posteriormente, caso a defesa seja entregue tempestivamente a este Colendo Tribunal de Contas pela empresa contratada, ficará a Diretoria Processual autorizada a fazer a sua juntada aos autos, como também, caso a justificativa seja enviada intempestivamente, ficará autorizada a fazer a sua devolução”, diz o conselheiro em despacho. 


Foto: Arquivo O Dia

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos) e o secretário de Educação, Nouga Cardoso, já apresentaram defesa sobre as irregularidades em que foram citados. Ele começou a tramitar ano passado, quando o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais informou os órgãos de controle, que o dinheiro que deveria ser utilizado em valorização dos profissionais estava sendo investido na compra de livros com valores supostamente superfaturados. Outro processo segue no âmbito do Ministério Público

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário