Lula e Bolsonaro poderão gastar no segundo turno 50% a mais do que no primeiro

Regras do TSE permitem que presidenciáveis gastem algo em torno de R$ 133.416.046,20.

05/10/2022 09:00h - Atualizado em 05/10/2022 09:15h

Compartilhar no

As candidaturas que vão concorrer ao segundo turno das Eleições 2022 poderão gastar 50% a mais do limite de gastos estabelecido para o primeiro turno. Os dois candidatos que disputam a Presidência da República, Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) poderão gastar até R$ 133.416.046,20.


Leia também: Eleições 2022: Lula e Bolsonaro disputam no 2º turno a Presidência do Brasil 

No primeiro turno, o limite era R$ 88.944.030,80, e agora contam com o acréscimo de R$ 44.472.015,40. As regras estão na Resolução do TSE nº 23.704/2022, e os valores foram divulgados na tabela publicada pela Portaria TSE nº 647. Os valores foram os mesmos adotados nas Eleições de 2018, atualizados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), aferido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

De acordo com a legislação eleitoral (artigo 6º da Resolução nº 23.704), gastar recursos além dos limites estabelecidos sujeita todos os responsáveis ao pagamento de multa no valor equivalente a 100% da quantia que exceder o limite estabelecido. Os responsáveis também podem responder por abuso do poder econômico, conforme prevê o artigo 22 da Lei Complementar nº 64/90.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações do TSE

Deixe seu comentário