Marcos Aurélio critica Dr. Pessoa e não descarta disputar Prefeitura de Teresina

Marcos Aurélio citou o transporte público como grave problema na capital

06/12/2022 16:49h - Atualizado em 06/12/2022 16:59h

Compartilhar no

O deputado federal Marcos Aurélio (PSD) elencou críticas a gestão do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, durante entrevista ao programa O Dia News, da O Dia Tv, nessa segunda-feira (05/11), no momento no momento que seu nome é ventilado para disputar o Palácio da Cidade na eleição municipal de 2024. Ele foi o segundo deputado federal eleito mais votado em Teresina na eleição deste ano.

Marcos Aurélio citou como graves problemas na capital o transporte público, que enfrenta um empasse entre a gestão e as empresas que operaram o sistema, e o problema de alagamentos em diversas zonas da cidade por falta de galerias. O parlamentar não descartou a pretensão de concorrer a prefeito, mas disse que a eleição municipal só será discutida em 2024.

Foto: Jailson Soares / O Dia

“A eleição é só em 2024. Temos muito tempo para trabalhar. Se isso for o que o povo quer mesmo. O que precisamos agora é trabalhar pelo Piauí e por Teresina. Como deputado, quero ver a questão do transporte público resolvido, os problemas de galaria, a saúde pública, segurança em Teresina que é muito grave”, afirmou.


LEIA TAMBÉMPressionado pela Câmara, Pessoa libera cargos para oito vereadores que votaram contra ele 


O deputado comentou que falta diálogo de Dr. Pessoa com a bancada federal do Piauí para reivindicar recursos para obras em Teresina. Ele revelou que nunca recebeu uma ligação do prefeito desde o início da gestão com reivindicações para a capital. 

“Ajudei o Pessoa publicamente. Caso o prefeito queira continuar essa ajuda, ele tem que procurar os deputados federais, os senadores para ter uma conversa. Queria que a gente tivesse mais diálogo. A bancada federal tem a disposição de colocar no Orçamento recursos para Teresina”, declarou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no