Paulo Márcio rejeita convite de Dr. Pessoa para assumir FMS

O médico foi convidado pelo prefeito Dr. Pessoa para a assumir a pasta deixada por Gilberto Albuquerque

07/12/2022 15:01h - Atualizado em 07/12/2022 15:08h

Compartilhar no

O diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI), o médico Paulo Márcio, rejeitou o convite do prefeito de Teresina Dr. Pessoa (Republicanos) para assumir o comando da Fundação Municipal de Saúde (FMS). O médico comunicou a decisão ao gestor durante encontro formal no Palácio da Cidade nesta quarta-feira (07/11)

Ao O Dia, Paulo Márcio explicou que recebeu o convite de Dr. Pessoa na semana passada e consultou o reitor da UFPI, Gildásio Guedes, que o orientou a continuar na gestão do HU. O médico disse que concordou em seguir tocando os projetos que estão em andamento na UFPI e descartou ir para a gestão municipal.

“Estive com o prefeito e comuniquei que irei seguir no HU. Temos muitos projetos em andamento no HU como a construção do Instituto do Amor, que vai ser o primeiro hospital para tratamento de câncer do Piauí. Conversei com o reitor e ele pediu para continuarmos porque ainda temos 2 anos de gestão e muitas ações em andamento”, disse Paulo Márcio.

O médico revelou que o prefeito entendeu sua justificativa. Por outro lado, ele revelou que indicou o nome da enfermeira Clara Leal, que já ocupou o cargo de diretora do Hospital Universitário.

GILBERTO ALBUQUERQUE DEIXOU A FMS

médico Gilberto Albuquerque pediu exoneração da presidência da FMS na última terça-feira (06/11) . O gestor deixa a pasta dois anos na condução da saúde de Teresina. O médico sai da FMS em meio a uma grave crise que culminou com a interdição do hospital do Buenos Aires na última sexta. 

A crise política na Fundação Municipal de Saúde de Teresina se acentuou após a denúncia exclusiva do Portal O Dia mostrar que a primeira-dama do município, Samara Conceição Rodrigues, realizou diversas alterações em gerências do órgão e coordenando a exoneração de várias pessoas ligadas ao presidente Gilberto Albuquerque.

No mesmo dia da denúncia o diretor-geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Fábio Marcos de Sousa, foi exonerado do cargo. Além dele foram exonerados os diretores executivos de Administração e Finanças da FMS.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no