Parnaí­ba

Assédio em Parnaíba: paciente de 19 anos acusa médico de pronto-socorro municipal

O caso aconteceu no pronto-socorro municipal Dr. Odival Coelho Resende. Em nota, a Prefeitura de Parnaíba informou que a direção da unidade abriu uma sindicância para apurar o caso

10/05/2022 16:35h - Atualizado em 10/05/2022 17:03h

Compartilhar no

Uma paciente de 19 anos denuncia que sofreu assédio sexual praticado por um médico durante uma consulta em umpronto-socorro municipal de Parnaíba, no litoral do Piauí. O caso ocorreu por volta das 07h40 desta terça-feira (10). Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia da Mulher.

A  jovem havia procurado a unidade de saúde, acompanhada do pai, sentindo fortes dores de cabeça, no corpo, garganta, coriza e febre – sintomas de dengue. Ao ser examinada pelo médico plantonista, Dr. Cesar Zacarias, a paciente alegou ter sofrido assédio sexual, após o médico encostar o estetoscópio em seu tórax. Ele teria apalpado os seios da jovem no momento em que tentou ouvir os batimentos cardíacos dela.

Pronto-Socorro Municipal de Parnaíba Dr. Odival Coelho Resende. Foto: PHNWebCidade

Em nota, a Prefeitura de Parnaíba informou que a direção do pronto-socorro abriu uma sindicância para apurar o caso. O médico negou ter assediado a paciente e que o procedimento que realizou está dentro dos padrões.

A prefeitura disse ainda “que, diante do quadro apresentado pela paciente e, comprovado por exames de triagem, o exame de ausculta cardíaca e pulmonar, fez-se absolutamente necessário e também considerado de rotina em uma consulta médica.”

Por fim, o órgão municipal esclareceu que após o episódio, a paciente foi atendida por outra médica presente no pronto-socorro.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário