Covid: 44% das pessoas que morreram nos últimos meses no Piauí não tinham a 4ª dose

Especialista lembra da importância de completar o esquema vacinal. Piauí passará a exigir comprovante com a quarta dose.

20/07/2022 08:24h - Atualizado em 20/07/2022 09:19h

Compartilhar no

O Núcleo de Estudos em Saúde Pública da Universidade Federal do Piauí (NESP-UFPI) divulgou mais uma análise dos dados epidemiológicos da covid-19 no Piauí e apresentou um número preocupante: 44% dos pacientes que morrem por causa do coronavírus nos meses de junho e julho no Piauí não tinham tomado ainda a quarta dose (segunda dose de reforço). Significa dizer que quase metade dos piauienses que a covid matou nas últimas semanas não havia completado o esquema vacinal.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Os números se referem ao período de 01 de junho a 16 de junho e totalizam 46 dias. Neste intervalo, 82 pessoas perderam a vida para a covid-19 no Piauí segundo os boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi). O estudo da UFPI aponta ainda que destes 82 óbitos, em apenas 21% o paciente tinha tomado as duas primeiras doses ou a dose única, em 15% o paciente tinha apenas a primeira dose da vacina e em 9% o paciente não havia tomado nenhuma dose dos imunizantes.


Leia também: Covid-19: Casos caem, mas internações permanecem em alta em Teresina 


A faixa etária que mais tem tido vítimas fatais da covid no Piauí é a dos idosos a partir de 80 anos, que respondem por 38% das mortes. Em seguida aparecem os idosos de 61 a 70 anos, que respondem por 20% dos óbitos, e então os idosos de 71 a 80 anos, com 16%. A grande maioria das mortes por coronavírus está concentrada em Teresina (62,5%) e as demais (37,5%) no interior.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

A não vacinação ou o fato de as pessoas não completarem seus esquemas vacinais está diretamente relacionado ao volume de internações nos hospitais. “A taxa de ocupação de leitos hospitalares segue em alta, impondo a necessidade de reabertura de leitos exclusivos para atender aos pacientes com quadros mais graves da doença. No momento, o Piauí tem 71,4% dos leitos de UTI ocupados e 57% dos leitos clínicos também sendo utilizados”, explica o professor Emídio Matos, membro do NESP.

Até o momento, o Piauí tem 94,1% de sua população vacinada com a primeira dose; 87,8%com a segunda dose ou a dose única; 55,2% da população está vacinada com a primeira dose de reforço; e 15,8% tem a segunda dose de reforço. Entre as crianças de 5 a 11 anos, 85,7% têm a primeira dose e 65,9% têm a segunda dose.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Piauí passará a exigir passaporte da vacina com a quarta dose

Ainda ontem (19), a governadora Regina Sousa (PT) anunciou que o Piauí passará a exigir o comprovante de vacinação contra a covid-19 com o registro da 4ª dose. A medida foi recomendada pelo COE (Comitê de Operações Emergenciais) que considerou o volume de pessoas internadas em leitos exclusivos de covid no Estado. “80% das pessoas que estão sendo internadas ou só tomaram uma dose ou as duas primeiras, pouquíssimas a terceira e quase nenhuma”, afirmou Regina Sousa.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário