Eleições 2022: PMPI garante reforço de policiamento nas 74 zonas eleitorais

Cerca de R$ 3 milhões foram investidos em patrulhamento para garantir um período eleitoral tranquilo

26/09/2022 15:19h

Compartilhar no

A Polícia Militar do Piauí realizou, nesta segunda-feira (26), uma reunião com comandantes e subcomandantes da PM a fim de definir os últimos detalhes do policiamento a ser realizado durante o período de votação das eleições, que ocorrem no próximo domingo (02). 


Leia também: Eleições 2022: veja o que o eleitor pode ou não fazer no dia da votação 

(Foto: Divulgação)

De acordo com o Coronel Scheiwann Lopes, comandante da PMPI, haverá reforço de segurança nas 74 zonas eleitorais espalhadas pelos 224 municípios piauienses. “Teremos policiamento em todos os municípios. Iremos enviar tropas que serão acompanhadas por tenentes e capitães. Todo local de votação terá policiamento”, afirma.


Veja mais: Eleições 2022: Piauí modifica locais de votação; saiba se sua seção foi alterada 


Coronel Scheiwann Lopes explica como irá ocorrer o policiamento no domingo de votação (Foto: Arquivo O DIA)

O comandante destaca ainda que, para garantir a segurança das pessoas, mais de 5 mil profissionais foram contratados. “Iremos percorrer mais de 3 mil locais de votação. Foram quase R$ 3 milhões investidos em patrulhamento, para garantir um período eleitoral tranquilo onde as pessoas possam garantir seu direito de voto”, diz  Scheiwann Lopes.


Operação Eleições 2022 teve início em todo o país

Além do Piauí, as Polícias Militares, juntamente com os demais órgãos de segurança de todo o Brasil, já deram início à Operação Eleições 2022. A ação conjunta visa garantir segurança e proteção aos cidadãos e eleitores.

No dia 2 de outubro, as forças de segurança pública atuarão – nos 26 estados e no Distrito Federal – em cartórios eleitorais, locais de votação e de apuração dos votos, vias públicas e estações de transporte.

Entre os impactos na segurança pública que poderão ser observados durante o pleito, estão possíveis crimes eleitorais (boca de urna, transporte ilegal de eleitores, compras de votos, entre outros), manifestações pacíficas e/ou violentas, bloqueio de vias, rixas, ameaças e atentados, temporais e/ou alagamentos e quedas de energias em locais de votação e de apuração dos votos.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: O DIA TV e Agência Brasil

Deixe seu comentário