Governo do Piauí deve antecipar recursos para municípios atingidos por enchentes

A informação foi dada durante visita às áreas atingidas por enchentes na zona Norte de Teresina

07/01/2022 12:01h

Compartilhar no

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), anunciou que está viabilizando recursos para ajudar as famílias que ficaram desabrigadas após as chuvas que têm atingido diversos municípios no Estado. A informação foi dada durante visita às áreas atingidas por enchentes na zona Norte de Teresina, na manhã desta sexta-feira (07).


Leia também: Teresina: com 424 famílias desabrigadas, Exército pode ser acionado 


O chefe do executivo piauiense pontuou que muitas cidades decretaram estado de emergência, e outras, como Teresina, Uruçuí, Baixa Grande do Ribeiro, Ribeiro Gonçalves, Oeiras, São João do Piauí, estão em calamidade. Para atender a esses municípios, Estado, Municípios e Governo Federal estão trabalhando de forma integrada.

(Foto: Arquivo ODIA)

“O inverno está só começando, essa é minha maior preocupação. Estamos monitorando com a Chesf a liberação de águas da Barragem e os rios que passam após. O objetivo é ter cuidado com a população ribeirinha, com áreas que normalmente inundam, e o objetivo é dar assistência às pessoas e trabalhar de forma integrada para dar uma solução definitiva. Estamos tentando viabilizar recursos, em parceria com o município. Vamos fazer a avaliação de danos e tomar ações próprias dos Municípios, do Estado e Governo Federal”, pontua Wellington Dias.



Durante a visita, o secretário Estadual de Assistência Social, Zé Santana, enfatizou que o Estado pretende antecipar para o município de Teresina e outras cidades que estão sendo atingidos pelas enchentes a parte do co-financiamento em relação aos benefícios eventuais referente a 2022, com o objetivo de prestarem uma maior assistência às cidades atingidas.

“Vamos ter uma reunião daqui a pouco com o secretário Allan de Teresina e ontem estive com o secretário Rafael. A ideia é que a gente esteja efetuando o pagamento e antecipando o repasse de 2022 para que a gente tenha um determinado volume de recursos para essa finalidade. Paralelo a isso, o Estado está ajudando de outras formas, com cestas básicas e se colocando à disposição para fazer as ações em parceria com os municípios”, pontuou.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário