Luccy Keiko permanece na delegacia geral da Polícia Civil do Piauí, anuncia Chico Lucas

O futuro secretário de Segurança Pública do Estado comunicou a decisão por meio das redes sociais neste sábado (03)

03/12/2022 14:30h - Atualizado em 03/12/2022 14:38h

Compartilhar no

Neste sábado (03), dia do Delegado e Delegada de Polícia,futuro secretário de Segurança Pública do Piauí, Chico Lucas, parabenizou os profissionais pela data e aproveitou para anunciar que, em 2023, Luccy Keiko Leal vai permanecer como delegado geral da Polícia Civil do Estado, cargo que ocupa desde dezembro de 2018. 

(Foto: Reprodução)

Por meio das redes sociais, Chico Lucas afirmou que a decisão foi tomada após diálogos com especialistas da área e ex-gestores. “Decidimos, com a anuência do governador eleito Rafael Fonteles, manter o delegado-geral Luccy Keiko Leal no comando da Polícia Civil do Estado do Piauí”, disse em publicação no Twitter.

Além disso, o delegado e atual corregedor da Polícia Civil, Jetan Pinheiro Barbosa, também foi convidado a ocupar a Superintendência de Gestão, onde atuará como subsecretário. Já Matheus Zanatta, que atualmente é gerente da Policia Especializada, vai estar à frente da Superintendência de Operações Integradas e Avaliação de Riscos.

Nas redes sociais, Chico Lucas reafirmou o compromisso com a segurança do Piauí e destacou que os profissionais anunciados “certamente fortalecerão a política de Segurança Pública do Estado”. 


Scheiwann Lopes continua no comando da PMPI

No último dia 22 de novembro, Chico Lucas que o coronel Scheiwann Lopes continuará como comandante-geral da Polícia Militar do Piauí no governo de Rafael Fonteles"Para o estabelecimento de uma Política Estadual de Segurança Pública, resolvemos, com a anuência do governador eleito Rafael Fonteles, contar com a valorosa contribuição do coronel da PM, Scheiwann Lopes, no comando geral da Polícia Militar do Piauí", escreveu Chico Lucas nas redes sociais.

Scheiwann Lopes foi nomeado para o comando da PM pela governadora Regina Sousa (PT) em abril deste ano. Com a renúncia de Wellington Dias do cargo de governador para disputar o Senado, foi exonerado o então comandante, o coronel Lindomar Castilho, e Scheiwann Lopes ascendeu ao posto.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no