No Piauí, casos de covid-19 aumentam mais de 700% em duas semanas

Devido ao aumento, a Sesapi emitiu comunicado oficial aos municípios solicitando o reforço na vigilância em saúde.

21/06/2022 17:48h - Atualizado em 21/06/2022 18:08h

Compartilhar no

Segundo dados do Boletim Epidemiológico Covid-19, divulgado nesta terça-feira (21), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), o Piauí registrou um crescimento de 731% nos casos positivos da doença na semana de 12 a 18 de junho, em comparação aos últimos 14 dias. A média móvel semana está em 19 casos.


Leia também: Com duas mortes por covid em 24h, média móvel de mortes fica em alta no Piauí 


Devido ao aumento no número de pessoas infectadas no estado, a Sesapi emitiu comunicado oficial aos municípios, por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), solicitando o reforço na vigilância em saúde, notificação e vacinação da população.

“A Sesapi sempre está vigilante à situação da Covid-19 no estado e este aumento de casos nos colocou em alerta. Com isso, também chamamos atenção dos nossos municípios para que mantenham a vigilância dos casos, realizando a notificação dos mesmos, disponibilizando locais para a testagem e continuando a campanha de vacinação com o chamamento da população para tomar todas as doses, pois esta é a melhor forma de frear ao avanço da doença”, disse o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior.

Foto: Rodrigo Balladares M. /Fotos Públicas

Em dois dias, a Sesapi contabilizou 1.757 casos da doença que estavam represados porque as secretarias municipais não concluíram a inserção completa no sistema de informação. Destes, 407 casos são do mês de junho e os demais são de meses anteriores. "Após a identificação das pendências, a equipe do CIEVS Estadual distribuiu Informe Técnico reforçando aos municípios sobre a necessidade da rotina de encerramento e orientações de como fazê-lo corretamente", disse a Sesapi.

Com uma morte registrada nas últimas 24 horas, a média móvel de óbitos também ficou em alta. “Entre a primeira semana de abril e a última de maio, houve crescimento na média móvel de casos semanais. Quando se restringe à população adulta, essa diferença sobe para 120%. Sendo que os meses de abril e maio foram marcados pela retomada dos casos. É fundamental que as pessoas retomem os cuidados, como uso de máscara em ambiente fechado, que os jovens e adultos tomem a dose de reforço da vacina e que ocorra a imunização das crianças a partir dos cinco anos. Vale lembrar que o papel das vacinas contra a Covid-19 não é o de evitar a contaminação, mas sim prevenir que a pessoa desenvolva uma forma grave da doença e precise de internação ou venha a óbito”, explica a coordenadora do Cievs, Amélia Costa.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações da Sesapi.

Deixe seu comentário