Piauí vai reabrir leitos de UTI para pacientes da Covid-19

A capital Teresina tem 100% dos leitos de UTI's ocupados, enquanto no interior do estado o número chega a 84%

19/07/2022 13:32h - Atualizado em 19/07/2022 13:39h

Compartilhar no

Com 89% dos leitos exclusivos para Covid-19 ocupados, o Piauí vai reabrir novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o atendimento de pacientes infectados com o novo coronavírus. A medida foi deliberada durante reunião do Comitê de Operações Emergencial (COE) após o crescimento de interações nas unidades de saúde de todo o estado.


Leia maisCovid-19: Teresina ainda não tem previsão para vacinar crianças de 3 a 5 anos 


“Estivemos ontem debatendo junto com os demais membros do COE essa taxa de ocupação, que vem crescendo no decorrer dos últimos dias, e preocupados com este avanço decidimos pela reabertura de mais leitos de UTI’s, para podermos atender esses casos mais graves da doença”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Néris Júnior.

Foto: Divulgação / Governo do Piauí 

Segundo os dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), 51 leitos de UTI’s estão ocupados, o que corresponde a 90% do total. A capital Teresina possui a pior situação, onde 100% das UTI’s públicas estão com pacientes. Já no interior do estado,  84% desse tipo de leito estão ocupados.

Escolas

O COE também decidiu reeditar a nota técnica para fortalecer medidas de segurança sanitária em estabelecimentos de ensino do estado. Os membros do comitê deliberaram a obrigatoriedade do uso de máscaras por todos os professores, trabalhadores e alunos, salvo os casos excepcionais a serem avaliados entre a instituição e os pais e/ou responsáveis.

A recomendação envolve ainda o distanciamento social nas aulas presenciais, higienização das mãos de alunos e um trabalho de conscientização para o cumprimento das medidas sanitárias e do esquema vacinal completo. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Sesapi

Deixe seu comentário