Preço médio da gasolina no Piauí é o mais caro e o único acima de R$ 8 em todo o Brasil

Levantamento da ANP foi realizado entre 29 de maio e 4 de junho deste ano

06/06/2022 10:24h

Compartilhar no

Um levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) revelou que o Piauí tem a gasolina comum mais cara do país. O preço médio deste combustível aqui no Estado é de R$ 8,066, o único do Brasil acima de 8 reais. Todos os outros 25 estados e o Distrito Federal possuem a gasolina em valores que variam de 6,507 (Amapá) até 7,759 (Rio de Janeiro).


Leia também:

Em Teresina, Procon faz fiscalização em postos após aumento no preço do combustível 

Apesar de mais cara, gasolina é mais vantajosa que etanol em Teresina; veja cálculos 


Os três estados com os maiores preços médios são: Piauí, Rio de Janeiro e Acre. O levantamento foi realizado entre os dias 29/05/2022 a 04/06/2022. No Piauí, foram 68 postos de combustíveis pesquisados, em quatro cidades do Estado: Parnaíba, Picos, Piripiri e Teresina.

(Foto: Arquivo / O DIA)

O cálculo do preço médio foi ponderado de acordo com as vendas de combustíveis informadas pelas distribuidoras à ANP no ano de 2019, por meio do i-SIMP (Sistema de Informações de Movimentação de Produtos). Não é de hoje que o estado figura entre os que possuem a gasolina mais cara do País. Desde o dia 10 de março, em que a Petrobrás anunciou mais um dos vários reajustes nos preços da gasolina e do diesel, o preço aqui no Piauí começou a variar ao redor dos R$ 8,00.

À época, a Petrobras alegou que "apesar da disparada dos preços do petróleo e seus derivados em todo o mundo, nas últimas semanas, como decorrência da guerra entre Rússia e Ucrânia", a empresa decidiu não repassar a volatilidade do mercado de imediato, realizando um monitoramento diário dos preços de petróleo. No Brasil, o preço do produto é diretamente atrelado ao mercado internacional, e não leva em consideração os custos da produção local.



É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário