Bonde dos 40: Líder da facção é preso em fazenda na cidade de Miguel Alves

A prisão foi realizada em uma fazenda na zona Rural do município de Miguel Alves, a 118 km de Teresina.

11/08/2022 08:38h - Atualizado em 11/08/2022 10:50h

Compartilhar no

O líder da facção criminosa Bonde dos 40, José Camelo de Moura Neto, conhecido como Neto Camelo, foi preso durante uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Piauí na manhã desta quinta-feira (11). A prisão foi realizada em uma fazenda na zona Rural do município de Miguel Alves, a 118 km de Teresina. Ele é apontado como uma das lideranças do Bonde dos 40 no Piauí e Maranhão.

Segundo o coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, o preso é um dos membros de alto escalão da facção criminosa. Neto Camelo já foi condenado a mais de 27 anos de prisão no Maranhão pelo crime de roubo e era considerado foragido, após fugir do Presídio de Pedrinhas.

(Foto: Nathalia Amaral / O DIA)

“Por estar foragido, ele estava praticamente morando na zona rural de Miguel Alves e vinha esporadicamente para Teresina. As equipes de inteligência identificaram o sítio, de alto padrão, onde ele morava e representamos ao poder judiciário pela busca e apreensão. Fizemos um cerco ao sítio e, por volta de 6h, conseguimos prender o Neto Camelo”, detalhou Tales Gomes. 

De acordo com o delegado, a fazenda onde Neto Camelo foi preso funcionava como uma espécie de esconderijo e era frequentada por integrantes da facção. No local, a polícia localizou três armas, sendo uma pistola .40 com numeração suprimida, uma pistola calibre 9mm com ocorrência de furto, uma espingarda calibre 12, uma porção de maconha e uma caminhonete modelo S10. 

Foto: Divulgação/Greco

"Mesmo preso, ele tinha poder de influência na facção criminosa aqui. Estava foragido desde dezembro e vinha atuando em algumas situações específicas que vamos demonstrar em outras diligências que serão executadas. Ele tem vasto histórico criminal, é muito perigoso e temido no mundo do crime", explicou o coordenador do Greco.

O comandante da Polícia Militar, coronel Scheiwann Lopes parabenizou todo o empenho das polícias na captura de Neto Camelo. "É um determinação da governadora Regina Sousa essa integração entre as polícias e o resultado é esse. Queremos parabenizar todo o grupo, na pessoa do delegado Tales Gomes, nessa operação muito bem-sucedida, em que não foi realizado nenhum disparo. Isso mostra o profissionalismo e a dedicação das polícias, sobretudo do Serviço de Inteligência ", afirmou.

(Foto: Nathália Amaral / O DIA)

A operação contou com a participação de equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core), do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).  Neto Camelo será autuado pelos crimes de tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo. O preso deverá ser interrogado nas próximas horas e conduzido ao sistema prisional.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário