Cabo Samuel: família divulga vídeo do assassinato e cobra justiça

O vídeo mostra toda a ação que resultou na morte do policial, desde a abordagem ao acusado até o assassinato

02/02/2021 09:57h - Atualizado em 02/02/2021 10:11h

Compartilhar no

A família do cabo da Polícia Militar Samuel Borges divulgou, nesta segunda-feira (1º), um vídeo gravado pelo próprio policial com o momento exato em que ele é assassinado pelo cabo da PM do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, em uma discussão. O crime ocorreu há dois anos, em 1º de fevereiro de 2019, no bairro Jóquei, na zona Leste de Teresina.

Cabo Francisco Ribeiro chegou a ser preso após o crime, mas oito meses depois foi solto. (Foto: Jailson Soares/O Dia)


Leia mais sobre o caso:

Discussão entre policiais termina com uma morte na Zona Leste - Polícia - Portal O Dia

Policial militar morto por colega de farda filmou a própria morte - Polícia - Portal O Dia

Justiça recebe denúncia contra PM acusado de matar cabo do PI - Polícia - Portal O Dia

Militar que matou PM na frente do filho em Teresina será julgado em junho - Polícia - Portal O Dia

Juiz manda soltar PM acusado de matar colega de farda - Polícia - Portal O Dia


O vídeo mostra toda a ação que resultou na morte do policial, desde a abordagem ao acusado até o assassinato. A vítima estava com o filho em uma motocicleta na Avenida Presidente Kennedy quando avistou o acusado em uma motocicleta sem placa e portando uma arma de fogo.


Na época do crime, o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Francisco Costa Baretta, chegou a divulgar para a imprensa a existência do vídeo, mas só agora as imagens vieram a público.

A filmagem mostra o momento em que o cabo Samuel faz a primeira abordagem ao cabo Francisco Ribeiro dos Santos Filho, exigindo que o mesmo mostre o documento de identificação da Polícia Militar. No entanto, o acusado se recusa a se identificar.

A segunda parte do vídeo mostra a abordagem ao acusado já nas proximidades da Avenida Jockey Club, no momento em que o cabo Samuel constata que o policial militar do Maranhão possuía outra arma irregular, um revólver calibre 38.

O cabo da PM do Piauí dá voz de prisão ao acusado e anuncia que irá denunciá-lo à Corregedoria da PM. Em seguida, o cabo Samuel fica de costas para Francisco Ribeiro e é atingido por vários disparos. O policial não resiste aos ferimentos e morre ainda no local.

Segundo a família da vítima, a divulgação do vídeo no dia em que fazem dois anos da morte do policial é uma forma de pedir justiça, uma vez que o policial acusado continua em liberdade.

Francisco Ribeiro foi denunciado pelo Ministério Público pelo crime de homicídio qualificado, por não ter dado chance de defesa à vítima, uma vez que atirou pelas costas; e motivação torpe. O acusado ficou preso preventivamente por oito meses, mas foi solto e espera o julgamento em liberdade.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Piauí, o processo foi encaminhado para relatório. O próximo passo é a designação da sessão de julgamento. A previsão para o julgamento de Francisco Ribeiro dos Santos Filho é para março ou abril deste ano.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no