Cinco pessoas são presas durante festa clandestina na zona Leste de Teresina

Mais de 40 pessoas participavam do evento. Estabelecimento já havia descumprido por sete vezes as medidas restritivas durante a pandemia.

08/03/2021 08:48h

Compartilhar no

A Polícia Militar prendeu cinco pessoas no final da noite deste domingo (07) ao acabar com uma festa clandestina que acontecia em um clube na zona Leste de Teresina. O evento contava com a participação de mais de 40 pessoas e violava as regras de distanciamento social previstas nos protocolos sanitários e nos decretos estaduais que restringem a circulação de pessoas e a formação de aglomerações.

Além das cinco prisões, também foram apreendidos aparelhos de som, ingressos e bebidas. O loca já tinha pelo menos sete autuações por desrespeitar as regras e medidas restritivas durante a pandemia.

“Todo evento que tomamos conhecimento, vamos até o local para averiguar e realizar os devidos procedimentos”, diz o diretor de Inteligência da PM, declarando que todos os dias as equipes que fazem trabalho ostensivo saem às ruas para fiscalizar e fazer valer o decreto.


Foto: Divulgação/Polícia Militar

Decreto estadual

Na última sexta-feira (05), o Governo prorrogou e endureceu as medidas restritivas de circulação de pessoas no Piauí para conter os índices crescentes da covid-19. Bares e restaurantes só podem funcionar até as 21 horas e devem permanecer fechados nos finais de semanada. O comércio só pode funcionar até as 17 horas. 

É proibida a realização de festas ou eventos em ambientes abertos e fechados por entes da iniciativa pública ou privada e vigora também o toque de recolher a partir das 22 horas até as 5h. Só podem sair na rua neste horário quem tiver uma justificativa plausível para apresentar às autoridades como deslocamento a unidades de saúde; deslocamento ao trabalho ou atividades essenciais; entrega de bens a pessoas do grupo de risco; deslocamento a locais que prestem serviços essenciais e deslocamentos por motivos de força maior ou necessidade impreterível.

O decreto vigora até o dia 15 de março.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário