Confronto com a polícia termina com três assaltantes mortos em Picos

Segundo a polícia, esses criminosos eram do Ceará e estavam realizando roubos e "sequestros relâmpagos"

19/05/2022 08:23h - Atualizado em 19/05/2022 08:35h

Compartilhar no

Um confronto ocorrido na madrugada desta quinta-feira (19), entre a equipe da Força Tática do 4º BPM de Picos e assaltantes terminou com três bandidos mortos na BR-407. Segundo a polícia, esses criminosos eram do Ceará e há três semanas estavam realizando roubos e "sequestros relâmpagos”.

Com base na investigação, os bandidos aguardavam nas margens da BR- 407, onde jogavam artefatos cortantes sobre a pista com o intuito de furar os pneus dos veículos e assim subtrair pertences diversos das vítimas que trafegavam pelo local, sobretudo, em veículos pequenos ou vãs no trecho entre Jaicós e Geminiano.


Leia também: “Elas vão me matar”, disse Tainah ao pedir socorro antes de morrer 

Os criminosos realizavam a abordagem e levavam as vítimas para um matagal, onde realizavam compras pelos cartões de crédito das vítimas, transferências bancárias e PIX.

(Foto: Divulgação/MPPI)

A equipe de polícia então deslocou-se para a região no intuito de localizar e prender tais elementos. No local, a guarnição PM estacionou e adentrou à caatinga à espera de uma eventual chegada dos criminosos. Ao perceber o monitoramento, os criminosos tentaram esconderem-se na mata e dispararam tiros de arma de fogo contra os policiais. Estes revidaram de forma imediata, levando a óbito os agressores. 

Os três indivíduos foram identificados como sendo L.S.P de 35 anos, natural de Milhã-CE, C.S.R de 45 anos, natural de Fortaleza-CE e C.F.N de 39 anos, natural de Pedra Branca-CE. Com os bandidos foram apreendidos 2 revólveres, aparelhos celulares, um carro e objetos perfurantes. 

O material apreendido foi conduzido para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Picos para os procedimentos cabíveis e os corpos despachados para o IML da cidade de Floriano.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da PMPI
Edição: Adriana Magalhães

Deixe seu comentário