Falsos curandeiros roubam R$ 800 de agricultores em Cocal para “quebrar feitiço”

Dupla entrou na casa das vítimas dizendo que elas "tinham uma doença, mau olhado e sangue de cururu". Polícia Civil investiga o caso e faz buscas.

25/11/2021 11:18h - Atualizado em 25/11/2021 11:26h

Compartilhar no

A Polícia Civil de Cocal está fazendo buscas atrás de dois falsos curandeiros que roubaram R$ 800,00 de um casal de agricultores no povoado Campestre, zona rural do município. O crime aconteceu no começo desta semana, quando os golpistas chegaram à casa das vítimas dizendo que eles estavam com mau olhado e que fariam um feitiço para quebrar o encantamento.

De acordo com uma das vítimas, um senhor de 56 anos, os suspeitos bateram em sua porta, um deles se apresentou como sendo professor Jacó e disse que trabalhava em uma rádio local. 

“Ele já foi logo levando a gente para a cozinha e disse que a gente tinha uma doença, um mau olhado, um sangue de cururu. Eu vi quando ele botou um negócio no chão parecido com pó de café e aí mandou a gente botar uma mochila em cima e tomar um pouco de água e derramar em cima da terra com pós. Fizemos isso e ficou preto e ele disse que era o sangue do cururu”, relatou.


O caso é investigado pela Delegacia de Cocal - Foto: Portal do Catita

A vítima contou que, depois disso, o falso curandeiro pediu dinheiro à esposa dele e ela disse que não tinha. “Ela disse que não tinha nada e ele insistindo até que eu falei que tinha um dinheirinho sim. Ela bateu no meu rumo para não eu não dizer nada e ele ameaçou ela dizendo que se ela não entregasse o dinheiro, que ela ia morrer. Eu falei que tinha o dinheiro de comprar o remédio de um menino que a gente cuida e que tem deficiência, então ele mandou botar dentro da sacola tudo que tivesse”.

Segundo a vítima, o falso curandeiro pegou os R$ 800,00 e disse que levaria para benzer e que até o final do dia entregaria a quantia de volta. “Até hoje. Eu não sei de onde saiu essa criatura, se é das bandas de cá, não sei. Eles sumiram, foram embora. Eu ainda quis ir atrás, mas a mulher não deixou dizendo que eles iam me matar no meio do caminho. Ele andava com uma bolsa debaixo do braço e ninguém sabia se estava armado”, finalizou a vítima.

O senhor de 56 anos procurou a delegacia de Cocal para registrar BO no dia de ontem (24). A polícia suspeita que os falsos curandeiros possam ter aplicado outros golpes semelhantes em mais moradores da região. A informação que se tem da dupla até o momento, e que foram repassadas pelo casal de agricultores, é que eles andavam em um veículo modelo Siena verde escuro, mas a placa do veículo não foi anotada. A polícia recolheu imagens de câmeras de segurança que mostram um veículo na descrição dada pelas vítimas circulando pelas ruas do Povoado Campestre por volta das 10h30 do último dia 23.


Foto: Blog do Coveiro

Os investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Cocal estão em diligências à procura dos suspeitos, mas até o momento nenhuma prisão relacionada ao caso foi feita.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário