Luz na Infância: homem é preso em flagrante com pornografia infantil

Ação acontece simultaneamente em 17 Estados e no Distrito Federal. Ao todo, são cumpridos 125 mandados judiciais. Piauí tem dois alvos na ação.

06/12/2022 08:26h - Atualizado em 06/12/2022 13:34h

Compartilhar no

Um homem de 40 anos foi preso em flagrante, na manhã desta terça-feira (06), durante cumprimento de mandados de busca e apreensão no âmbito da operação Luz da Infância, que visa combater a pornografia infantil. Segundo o delegado Anchieta Nery, coordenador da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, o suspeito foi flagrado com materiais contendo pornografia infantil no momento em que os policiais chegaram à residência, na zona Leste de Teresina.

Delegado Anchieta Nery. (Foto: Arquivo O Dia)

Além desse, outro mandado de busca e apreensão foi cumprido na mesma região de Teresina, resultando na apreensão de equipamentos eletrônicos que deverão passar por perícia técnica para detectar a presença desses conteúdos.

"Nós tivemos cumprimento de busca em dois endereços na zona Leste da capital. Essa é a fase ostensiva da operação, antes disso teve toda uma investigação para investigar e individualizar conexões de onde pessoas estavam transacionando arquivos contendo crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes", informou o delegado Anchieta Nery.


Leia também: 

PF deflagra operação para combater pornografia infantil no Piauí 

Polícia Civil cumpre mandados em Parnaíba na Operação Luz da Infância 6 

Polícia Civil deflagra operação contra pornografia infantil no Piauí 


Para o delegado, o enfrentamento à pornografia infantil tem feito com que, nos últimos anos, os criminosos tenham modificado a forma de operar e armazenar o conteúdo ilegal. Contudo, não é possível afirmar que, com as operações, o crime deixe de acontecer.

"Eu gosto muito de falar de enfrentamento ao crime e não de combate ao crime, porque combate pressupõe possibilidade de vitória, e infelizmente o crime é inerente à condição humana. Quando a gente faz um trabalho gigantesco, como a operação Luz na Infância, a gente promove uma modificação social e faz com que esses criminosos desse nicho mudem o comportamento deles. Então, programas que eles utilizavam para transacionar esses arquivos, a maneira de armazenar, a maneira de se comportar, nos últimos cinco anos, tem mudado, tem tornando a coisa um pouco mais difícil", afirmou.

A operação Luz na Infância é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio do Laboratório de Operações Cibernéticas (Ciberlab) e está sendo executada pelas Polícias Civis de 17 estados brasileiros e do Distrito Federal. Em todo o país são 135 ordens judiciais de busca e apreensão.

Criminosos se aproximam de crianças e adolescentes pelas redes sociais e jogos

Segundo o delegado Anchieta Nery, é necessário que os responsáveis fiquem atentos ao uso de redes sociais e jogos online por crianças e adolescentes, já que os criminosos aproveitam dessas plataformas digitais para se aproximar das vítimas. 

Foto: Agência Brasil

"Os pais devem ser vigilantes com seus filhos. Saber que não só podem como devem acompanhar o que seu filho criança ou adolescente faz na internet, o que ele visita, os fóruns que ele conversa. O abusador não vai encontrar seu filho na Deep Web, porque o seu filho não está lá. Ele vai encontrar as vítimas onde elas estão, nas redes sociais, nos fóruns de jogos online, e é isso que você tem que estar atento, observar e orientar essas crianças", alerta.

Operação Luz na Infância

Além do Brasil, outros países como Argentina, Estados Unidos, Panamá e Equador também deflagraram operações no sentido de identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet. Em Teresina, uma pessoa foi presa pelo crime. A ação aqui acontece sob coordenação da Delegacia de Repressão a Crimes Virtuais.

Esta não é a primeira vez que a Operação Luz na Infância é deflagrada no Piauí. O Estado participou de pelo menos nove fases anteriores da ação. A primeira foi realizada em outubro de 2017, quando foram cumpridos 157 mandados em todo o Brasil com 108 pessoas presas. A segunda fase se deu em maio de 2018, quando foram cumpridos 579 mandados e presas 251 pessoas. 

A Operação Luz na Infância 3 ocorreu em novembro de 2018 quando as polícias civis dos estados brasileiros cumpriram 110 mandados de busca e apreensão e prenderam 46 pessoas. A fase 4 da ação aconteceu em março de 2019, ocasião em foram executados 266 mandados de busca e apreensão e presas 141 pessoas. 

As demais fases da Operação Luz na Infância ocorreram em setembro de 2019 (105 mandados e 51 pessoas presas), fevereiro de 2020 (112 mandados e 43 pessoas presas), novembro de 2020 (189 mandados e 74 pessoas presas), junho de 2021 (189 mandados e 73 pessoas presas) e em junho de 2022 (163 mandados e 73 pessoas presas).

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública