Mulher assassinada no bairro Ilhotas tinha medida protetiva contra o ex-marido

O principal suspeito de ter cometido o crime é o seu ex-companheiro, identificado como Ezequiel Rodrigues de Araújo. Ele foi preso em flagrante.

25/01/2022 08:28h - Atualizado em 25/01/2022 10:58h

Compartilhar no

Uma mulher identificada como Valdirene Torquato da Silva, de 42 anos, foi morta a facadas na manhã desta terça-feira (25), no bairro Ilhotas, na região Centro Sul de Teresina. Ela era empregada doméstica e estava a caminho do trabalho quando foi assassinada. O ex-marido da vítima, identificado como Ezequiel Rodrigues de Araújo, foi preso em flagrante.


Leia também: Força Tarefa fecha fábrica clandestina de remédios na Vila Irmã Dulce, em Teresina 

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Segundo informações de familiares, o relacionamento entre a vítima e o suspeito havia terminado há cinco anos e, desde então, a mulher vinha sendo ameaçada de morte. Valdirene já havia procurado a polícia para denunciar o ex-marido e tinha medidas protetivas contra ele. A mulher deixa um filho de sete anos.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

"Há cinco anos ele vinha ameaçando ela, todo o tempo. Já pedimos ajuda na polícia, entramos com medida protetiva, mas infelizmente não tivemos sucesso e está aí o resultado", disse o irmão da vítima, bastante abalado.

Valdirene Torquato da Silva morava no bairro Cerâmica Cil, na zona Sul de Teresina, e havia descido no ponto de ônibus para ir ao trabalho. Ela trabalhava de empregada doméstica em um condomínio nas imediações do local do crime.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Segundo o tenente Paulo Roberto, da Polícia Militar, a suspeita é de que Ezequiel Rodrigues de Araújo já vinha seguindo a vítima. Após o crime, o suspeito deixou a bicicleta que usava e fugiu do local a pé, mas acabou sendo preso minutos depois nas proximidades da Avenida Miguel Rosa. No momento da prisão, ele portava uma faca que teria sido utilizada para cometer o crime. 

Foto: Jorge Machado/O Dia

A Perícia Criminal e o Instituto de Medicina Legal foram acionados e estão no local do crime. 

Um vídeo gravado por populares mostra o momento em que o suspeito esfaqueia a vítima e sai caminhando com a faca na mão. Ezequiel Rodrigues de Araújo deverá responder criminalmente pelo crime de feminicídio, que é o homicídio doloso praticado contra a mulher em violência doméstica ou em aversão ao gênero feminino.



É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário