Paulistana: Irmãos são presos por homicídio ocorrido há 22 anos

No momento da prisão, a polícia encontrou na casa de um dos acusados várias armas de fogo e munições.

04/05/2021 08:59h

Compartilhar no

Dois irmãos, identificados pelas iniciais M. C. S. e A. C. S., foram presos na tarde desta segunda-feira (03), acusados de terem praticado um homicídio há 22 anos. A dupla, um homem de 54 anos e um de 39 anos, era considerada foragida da Justiça e residia há mais de 20 anos na cidade de Paulistana, localizada a 470 km de Teresina, onde foram presos.


Leia também: Em Teresina, membros de facção criminosa são presos pela PRF 

Segundo informações do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos (4º BPM), o crime ocorreu na cidade de Monsenhor Hipólito, também no interior do PiauíNo momento da prisão, a polícia encontrou na casa de um dos acusados várias armas de fogo e munições, bem como materiais para recarregar cartuchos. Entre os armas apreendidas estão uma espingarda Rossi calibre 36, uma espingarda artesanal, uma espingarda de pressão, 19 cartuchos intactos calibre 36, três caixas de espoleta, 960g de chumbo, 106g de pólvora e duas caixas de chumbo de pressão.

Foto: Divulgação/PM

A ação foi desencadeada após troca de informações entre o Serviço de Inteligência do  4° BPM e o GPM de Acauã, noticiando-se que dois foragidos da justiça piauiense, possivelmente seriam residentes da cidade de Paulistana. De posse das informações, os policiais do GPM de Acauã passaram a diligenciar, no intuito de encontrar os foragidos. 

Segundo a polícia, após terem cometido o crime, os dois irmãos fugiram para a cidade de Paulistana, onde estabeleceram residência, morando no local desde então. Diante dos fatos, os capturados foram conduzidos à Delegacia Regional de Polícia Civil de Paulistana para a adoção dos procedimentos cabíveis.

A Polícia Militar não deu mais detalhes sobre o assassinato pelo qual os dois irmão são acusados.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário